Prefeitura não adere ao Calendário Único do Estado: saiba como fica a vacinação na cidade

13/jun 10:37
Por Luana Motta

A Secretaria Municipal de Saúde informou que não segue o Calendário Único de Vacinação da Secretaria de Estado de Saúde, e continua seguindo as diretrizes do Plano Nacional de Imunização contra a covid-19, que prevê a ampliação das faixas de público a serem vacinados de acordo com a quantidade de doses enviadas pelo Ministério da Saúde. Nesta semana, o Governo do Estado divulgou uma nova versão do Calendário que prevê a vacinação de todo o público com idade até 18 anos, até outubro. Mas o avanço da campanha depende da chegada de mais doses.

A SES afirma que o calendário unificado foi pactuado com os 92 municípios, mas alguns já afirmaram que não sabem como vão adotar o novo cronograma e aguardam a orientação do Governo Estadual.

O novo calendário divulgado na última sexta-feira, incluiu alguns grupos prioritários que, embora estejam previstos no PNI do Ministério da Saúde, haviam sido esquecidos no cronograma. De acordo com o calendário do Estado, os trabalhadores da limpeza urbana serão vacinados em julho, paralelamente a população em geral com idade entre 54 a 45 anos.

Já em Petrópolis, a Secretaria de Saúde informou que vem fazendo o planejamento para a vacinação deste público, e disse que vem fazendo todos os esforços para acelerar a vacinação para outros públicos, mas que depende do envio de lotes maiores da vacina.

O calendário do Estado também estabelece um sistema de repescagem da vacina. Que prevê ao longo de toda a campanha, dias específicos a cada semana para a “repescagem” dos grupos prioritários que perderam o dia de sua vacinação. Em Petrópolis, a Secretaria de Saúde afirmou que não haverá repescagem já que no município a vacinação continua aberta para todos os públicos já contemplados.

Com poucas doses, Petrópolis fica um passo atrás de municípios vizinhos

Nesta semana, como a Tribuna mostrou, até a primeira semana de junho, Petrópolis seguia abaixo da média de vacinação de alguns dos municípios mais populosos do entorno. O ritmo da vacinação segue lento em todo o estado, dependendo do envio de mais doses por parte do Ministério da Saúde. Mas ainda assim, municípios como Rio de Janeiro e Niterói, já ampliaram há algumas semanas a vacinação para faixas etárias do publico em geral acima de 59 anos.

Para tentar agilizar a campanha, a Saúde anunciou nesta semana um mutirão para imunizar os profissionais da educação infantil, fundamental, médio e superior. Neste sábado, foram vacinadas 642 profissionais da Educação.

De acordo com a Secretaria, o setor de imunização tem estrutura para ampliar a vacinação para a população e que para tanto aguarda o envio de vacinas em quantidade suficiente, o que é fundamental também para a implementação de qualquer tipo de calendário.

Podem se cadastrar para a vacinação na cidade no momento:

– Profissionais da Educação acima de 18 anos que atuam na Educação infantil (crianças de 0 a cinco anos) em Centros de Educação Infantil e em escolas que têm turmas da educação infantil e profissionais de Educação que atuam no ensino fundamental, médio e superior.

– Pessoas com mais de 59 anos sem comorbidades

– Pessoas com comorbidades acima de 18 anos

– Trabalhadores da saúde com mais de 18 anos

– Pessoas com síndrome de down maiores de 18 anos

– Pessoas com autismo maiores de 18 anos

– Pessoas com deficiência permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) com mais de 18 anos.

– Pacientes renais crônicos em diálise com mais de 18 anos

– Pessoas com paralisia cerebral maiores de 18 anos

– Idosos com mais de 60 anos (aqueles que perderam o chamamento feito anteriormente)


* Gestante e puérperas com comorbidades acima de 18 anos (não precisam se cadastrar previamente e devem apresentar laudo indicando que estão aptas a receber a vacina). A vacinação de gestantes e puérperas maiores de 18 anos com comorbidades, está sendo feita com a aplicação da vacina CoronaVac. As doses do imunizante do Butantan destinadas a este público estão sendo aplicadas em dois pontos da cidade: no campus da UCP Benjamin Constant (Centro) e no Parque Municipal, em Itaipava.

Para se cadastra é necessário preencher um formulário no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

Em caso de dúvidas é possível utilizar o Whatsapp da Saúde, um assistente virtual que fornece informações sobre a vacinação, locais de atendimento a pacientes com sintomas da doença e boletins. Há, ainda, informações sobre a vacinação contra a gripe. O atendimento está disponível pelo número (24) 9.9200-1428.

Últimas