Estado inclui novos grupos no calendário único de vacinação e estabelece repescagem da vacina

12/jun 16:07
Por Luana Motta

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) anunciou a inclusão de novos grupos prioritários no Calendário Único de Vacinação. Agora, a previsão é que os trabalhadores da limpeza urbana, que não estavam contemplados no calendário anterior, sejam vacinados em julho, paralelamente a vacinação para as pessoas sem comorbidades com idade entre 54 e 45 anos. Além disso, estabelece que municípios destinem, ao longo de toda a vacinação, dias específicos da semana para a “repescagem” dos grupos prioritários que perderam a data da vacinação. A Prefeitura de Petrópolis não informou se vai aderir ao novo calendário do Governo do Estado.

De acordo com a nova determinação do Estado, a “repescagem” será destinada a idosos, gestantes, pessoas com comorbidades e deficiência permanente (com 18 anos ou mais) que perderam o dia de sua vacinação. A Secretaria de Saúde de cada município terá que realizar ações para busca ativa, a fim de se obter a plena imunização da população prioritária e mais vulnerável ao agravamento e óbito pela Covid-19.

O calendário único também prevê que os municípios imunizem, até o fim de junho, a população em situação de rua; funcionários do sistema de privação de liberdade e população privada de liberdade; e os professores da educação básica e superior. Os trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos devem ser vacinados até o fim de julho. Este grupo foi inserido como prioritário por definição do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems), por ser considerado um grupo com elevado grau de exposição à infecção, dado ao risco ocasionado pela sua atividade laboral.

De acordo com a Secretaria, com a pactuação da segunda edição do Calendário Único, é enfatizada a importância da vacinação do grupo composto por pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente com e sem cadastro no Benefício de Prestação Continuada (BPC), gestantes e puérperas com comorbidades, ao mesmo tempo que se avança no calendário por faixa etária.

O Calendário Único de Vacinação foi pactuado pela SES junto à Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que representa 92 municípios do estado. De acordo com o subsecretário de Vigilância e Atenção Primária à Saúde da SES, Mário Sérgio Ribeiro, após avaliação da primeira edição do Calendário Único, o colegiado do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) observou a necessidade de atualização e ajustes no texto da deliberação vigente:

“Essa atualização foi necessária em função de possível defasagem dos dados populacionais fornecidos pelo Ministério da Saúde para cada grupo prioritário elencado pelo PNI e do envio de novas remessas de doses, inclusive com novos grupos prioritários no Programa Nacional de Operacionalização da Vacinação”, disse.

Em Petrópolis, a Prefeitura havia informado que segue o que estabelece o Plano Nacional contra a covid-19 elaborado pelo Ministério da Saúde. E que aguardava orientações por parte do Estado sobre o Calendário Unificado. Neste sábado, a Tribuna questionou a Prefeitura sobre a adesão ao novo calendário, mas não obteve resposta.

Confira como ficou o Calendário:

  • Junho
    • Comorbidades, pessoa com deficiência, gestantes, puérperas com comorbidades, trabalhadores portuários, trabalhadores do transporte aéreo, população de rua, professores da educação básica e superior e profissionais das forças de segurança, salvamento e forças armadas, funcionários do sistema de privação de liberdade e população privada de liberdade e população em geral de 59 a 55 anos; trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos.
  • Julho
    • População em geral de 54 a 45 anos; trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos
  • Agosto
    • População em geral de 44 a 35 anos
  • Setembro
    • População em geral de 34 a 25 anos
  • Outubro
    • População em geral de 24 a 18 anos

Últimas