Técnicos sugerem mudanças no trânsito da União e Indústria para diminuir retenções

07/abr 18:54
Por Redação / Tribuna de Petrópolis

Em uma reunião realizada no início da tarde desta terça-feira (06/04), na sede do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), no Rio de Janeiro, o governo municipal provisório sugeriu alterações no projeto de reconstrução da Estrada União e Indústria, feitas pelo governo federal.

O presidente da CPTrans, Luciano Moreira; e o subsecretário de Obras, Ericson Lobato, entregaram a revisão da iniciativa. Eles desejam aproveitar as obras para a realização de pequenas intervenções que podem melhorar a mobilidade na principal via de ligação entre o Centro e os distritos.

Uma das iniciativas é a remodelação viária na altura do Terminal Corrêas. Hoje, os ônibus que trafegam no sentido do bairro usam uma pista lateral para acessar o espaço – enquanto isso, o trânsito fica retido na pista central. A proposta é inverter a ordem: os veículos comuns utilizariam esta pista lateral, sem precisar do semáforo e “cortando” os ônibus, que passariam a entrar pela pista central.  

“A criação dessa terceira faixa certamente vai ajudar muito na fluidez do trânsito naquele trecho, e estará de acordo com o afastamento do centro da via, exigido pelo DNIT”, explicou o presidente da CPTrans.

Em Nogueira, a ideia é melhorar o trevo de retorno para o bairro e implantar uma sinalização removível no acesso à ponte, além de uma rotatória na altura do Hotel Buriti.

“Estão previstas também na revisão do projeto outras intervenções em calçadas, baias de ônibus e sinalização, tudo buscando um resultado mais harmônico e prático que venham somar às obras de pavimentação e drenagem que já estão em andamento”, disse o subsecretário de Obras.

DNIT vai avaliar viabilidade técnica das propostas sugeridas

Segundo o superintendente do DNIT, Robson Loures, as demandas do munícipio estão sendo recebidas e serão discutidas com a diretoria do órgão, em Brasília, para uma análise dos recursos necessários para que as mesmas sejam incorporadas ao projeto. “A primeira etapa, a partir de agora, é a análise técnica das propostas sugeridas. Vencida essa parte, poderemos elaborar o RPFO (Revisão do Projeto em Fase de Obra) que definirá os valores necessários para a execução dos trabalhos.

O encontro foi intermediado pelo deputado federal Vinícius Farah (MDB-RJ), vice-presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara Federal; e também contou com a participação do vereador Maurinho Branco (DEM), presidente da Comissão de Transportes da Câmara Municipal.

Últimas