Quase 5 mil testes em 20 dias, postos têm filas e internações aumentam

  • Continua após o anúncio
    Continua após o anúncio

  • 25/jan 02:39

    Em apenas 20 dias, foram realizados 4.983 testes de covid na cidade.  E parece muito, mas não é, não. Pelas filas nos pontos de apoio, como a UPA Centro, esse número pode estar muito defasado, afinal, seriam 250 testes apenas por dia em toda a rede. Pela quantidade de pessoas nas filas é muito, muito maior.

    Mais 18 internações em 3 dias

    E os números continuam em alta. Em apenas três dias – de sexta a domingo – foram internadas mais 18 pessoas com covid, com total chegando a 78 casos de internação. Ontem, o número baixou para 74. São 44 em leitos clínicos e a ocupação deste tipo de atendimento já chegou a 80% das vagas disponíveis. Ontem, com mais nove leitos abertos, a ocupação caiu para 57%.  Em UTIs, são 30 internados, mais da metade dos 56 leitos disponíveis. E desses 29 internados cinco são de outras cidades. Neste embalo, o comitê científico formado pela prefeitura precisa definir providências urgentes.

    Dolly, nem pensar!

    Sobre os vereadores estarem comprando aquela cesta básica de lanches finos – valor de R$ 39 mil, coisa boba– faltou um item na lista que a gente publicou aqui esses dias para acompanhar patê, presunto, queijo, bolos e pãezinhos: refrigerantes. Tem que ser normal e zero e de marcas reconhecidas. Nada de tubaína.

    O empresário Samir El Ghaoui foi eleito vice-presidente do Conselho Serra Verde Imperial. O organismo representa as cidades de Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo, Guapimirim e Cachoeiras de Macacu.  Edson Biá, empresário de Nova Friburgo, é o novo presidente do Conselho. A posse dos eleitos também acontece dia 09 de fevereiro, em Teresópolis.  

    Emergência

    E a Câmara de Vereadores vai pedir ao prefeito Rubens Bomtempo que ele justifique o estado de emergência, decretado em função das chuvas, que graças a Deus fez poucas vítimas que perderam suas casas. Entra aí também a questão dos prejuízos apurados em R$ 19 milhões e que “podem chegar a R$ 60 milhões”, um cálculo que a prefeitura vai ter que detalhar como foi feito.

    “Lembrei de nós”

    Já estão à venda os ingressos para o show ‘Lembrei de nós’ de Oswaldo Montenegro, em Petrópolis. Em turnê pelo Brasil, ele se apresenta em Petrópolis dia 23 de abril no Theatro Santa Cecília.

    Sem chefias

    Falta bastante para a gestão Rubens Bomtempo acertar o passo. Na Assistência Social, por exemplo, todos os cargos de chefia foram exonerados no dia 18 de dezembro. Isso significa que equipamentos importantes como Centro Pop, NIS (abrigão do Alto da Serra) e Casa de Acolhida estão sem coordenadores.

    Banda nas escolas

    Um ano depois de anunciar investimento de R$ 500 mil para comprar 1.300 instrumentos musicais para as escolas a prefeitura publicou três extratos de contrato com empresas no valor de R$ 111 mil. Como até hoje os contratos da Educação sumiram todos do portal da transparência, fica difícil saber o que aconteceu com o resto da verba, que é do governo federal.

    Essa, não!

    O ex-governador Antony Garotinho está fazendo uma enquete com seus seguidores para saber se deve ser candidato a deputado federal, senador ou governador. Ele só não colocou a opção de deputado estadual porque esta a filha Clarissa Garotinho vai disputar.

    Sem crédito

    E a Educação que avisou no whatsapp para as escolas que o diretor financeiro da pasta ‘está com dificuldades no banco’ e por isso aquele dinheiro do PGDREM – Programa de Gestão Descentralizada de Recursos Municipais, ainda não saiu?  O PGDREM paga pequenas despesas, manutenção, estagiários…

    Na telinha

    Petropolitano, Heron Leal está participando do quadro Dança das Feras do ‘Faustão na Band’.  A disputa envolve sete duplas de artistas e bailarinos como Heron.  Ele é formado em Direito e tem 23 anos de carreira na dança. Em 2001, venceu o Festival de Dança de Joinville, um dos mais importantes do país, e participou de várias competições na televisão. O profissional de 36 anos também trabalhou no exterior: deu aulas e workshops de dança nos Estados Unidos e na Europa.

    Heron Leal, advogado e bailarino, com carreira consolidada nas artes, orgulha Petrópolis mais uma vez.

    Ooops!

    Atenção ao pessoal dos grupos de trabalho com participantes da imprensa: não vamos fazer cálculos salariais e postar. Esses jornalistas horríveis printam tudo na velocidade da luz. Depois ficam rindo.

    Contatos com a coluna: lespartisans@tribunadepetropolis.com.br

    Últimas