• Primeira fase da campanha de castração de cães e gatos será aberta no dia 24 de julho

  • Continua após o anúncio
  • Continua após o anúncio
  • 16/jul 17:40
    Por Redação/Tribuna de Petrópolis

    O município, por meio da Coordenadoria de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde, está promovendo a primeira etapa da campanha de castração gratuita de cães e gatos. A partir do dia 24 de julho, serão realizadas 2,4 mil esterilizações e microchipagens, divididas em duas fases. A iniciativa visa atender os animais das comunidades do Itamarati e do Centro, proporcionando cuidados importantes para o bem-estar dos animais.

    As cirurgias serão realizadas por uma empresa contratada, que estará em Petrópolis com um castramóvel. Na primeira fase, que será realizada entre os dias 24 e 30 de julho, os animais previamente cadastrados serão atendidos na Rua Bernardo Proença, 16, no Itamarati (estacionamento da antiga fábrica), abrangendo comunidades do Cascatinha, Samambaia e Estrada da Saudade. Entre os dias 1 e 9 de agosto, a ação acontece na quadra do Sisep, na Rua Buarque de Macedo, 116, no Centro. Nesta, serão atendidas as comunidades da 24 de maio, Caxambu, Alto da Serra, Pedras Brancas, Bataillard e Lopes de Castro, no Valparaíso.

    Desde 2014, têm sido realizadas ações de castração no município.
    Foto: Divulgação/PMP

    No ano passado, ocorreram duas grandes iniciativas que alcançaram excelentes resultados, com mais de dois mil animais castrados. “Agora, nosso objetivo é ampliar ainda mais esses esforços, planejando realizar quatro mutirões entre julho e dezembro deste ano, visando atender aproximadamente quatro mil cães e gatos”, disse o prefeito Rubens Bomtempo ressaltando a importância dessas ações.

    A iniciativa é de extrema importância, pois, de acordo com o secretário de Saúde, Marcus Curvelo, ela também desempenha um papel fundamental no controle das zoonoses, que são doenças que podem ser transmitidas aos seres humanos, além de promover a saúde e o bem-estar dos animais. “Além disso, a castração é a medida mais eficaz para o controle populacional de animais. Pensando também no cuidado com a saúde dos bichos, existem outros projetos de grande importância, como o serviço de monitoramento e controle da esporotricose, uma outra zoonose que precisa ser combatida”, destaca Curvelo.

    Últimas