Natal Imperial, que poderia fazer Petrópolis superar Gramado, se torna uma batata quente

21/out 02:57

O Natal Imperial foi idealizado para colocar Petrópolis na rota de turistas que buscam cidades com programação como a de Gramado, E assim, injetar dinheiro na economia e gerar empregos. Mas, esbarrou, na gestão anterior, de Bernardo Rossi, em uma aplicação de recursos questionável, fato aproveitado politicamente, incluindo uma CPI. Mudou a gestão e ainda que esta seja interina, tá difícil que algum incauto queira – concorrendo na licitação – assumir a programação cultural do Natal Imperial. Além do tempo de realização porque faltará menos de um mês para o início dos festejos, os olhares estão bem voltados para a movimentação administrativa, se é que vocês me entendem.

Financiamento

Depois de lermos o artigo publicado aqui na Tribuna da presidente do Conselho Municipal de Cultura, Diana Iliescu, fomos dar uma olhadinha no portal da transparência da Lei Rouanet que mostra duas propostas em análise e duas arquivadas de pedidos de financiamento para o evento. Três são da 2 Entretenimento, de Rodrigo Paiva, e a outra do ex-presidente do Instituto Municipal de Cultura, Leonardo Randolfo.  Mas, nem tem mais tempo hábil para ter algum financiamento, a não ser que tenham ingressado antes.

E a fiscalização?

Falando em Natal Imperial, licitação que não sai, custo que pode chegar a R$ 6 milhões, mesmos nomes de sempre citados e por aí vai, temos uma curiosidade em saber o que nossos legisladores – que devem fiscalizar as ações do executivo seja ele ocupado por vereador ou não – acham de tudo isso.  Capaz de ir para a série: “Ué? Então, o Bê tinha razão?”.

As oito atletas do Rio, Curitiba e de Petrópolis, que disputam o cinturão do Vouk Challenge, se pesaram na manhã de ontem no Hotel Vila Bavária. A final será realizada, em São Paulo, no Standout Fighting Tournament, maior evento de MMA brasileiro.   As lutas aconteceram no dojô da Vouk, no Vale do Carangola, e serão transmitidas nos canais do Youtube do Tatame Play e do SFT e no Instagram da Vouk, no dia 29. A final será exibida ao vivo, na Band, dia 30, a partir das 22h.  A realização do campeonato é da Vouk Quimonos, empresa de Petrópolis, com apoio do PC&VB.

Calma, gente!

O que mais circulou ontem em grupos de whatsapp foi um áudio do vereador Marcelo Lessa descascando o secretário estadual de Desenvolvimento Social, Matheus Quintal, presidente local do Republicanos que assumiu a Secretaria de Assistência Social. Os elogios mais suaves foram “b%nd@o” e “c%z@o”.  A bronca seria pela dispensa de cargos da Assistência da cota de Lessa. Ô, vereador, mas neste caso quem deixou foi o interino Hingo quando cedeu a Secretaria ao Republicanos. O papo de que ele não sabia não cola…

Sem assistência

Na contramão da fila do osso que se vê em todo o país, os gastos do governo federal com assistência social nos últimos quatro anos têm diminuído, e esses serviços têm sido, cada vez mais, garantidos por emendas parlamentares. A análise foi feita pela consultora de Orçamento da Câmara dos Deputados, Júlia Rodrigues, ontem em audiência pública na comissão especial criada para analisar a Proposta de Emenda à Constituição, que obriga a União a aplicar no mínimo 1% da receita corrente líquida prevista para o ano no Sistema Único de Assistência Social (Suas).

Verbas paradas

No ano passado o orçamento para a área foi de R$ 1,3 bilhão e este ano caiu para $ 1 bilhão. Em 2020 os deputados colocaram mais R$ 854 milhões e emendas e, este ano mais R$ 776 milhões em emendas. E além disso apenas 1/3 do orçamento foi executado e estão faltando só três meses para terminar o ano. Ou seja, mesmo com pessoas passando fome em todo o país R$1,2 bilhão das verbas deixaram de ser usadas.

Pé frio

Torcedores do Flamengo apelam para que o interino Hingo Hammes, o Mick Jagger de Petrópolis, não vá mais assistir aos jogos do Mengão. Domingo ele foi com o secretário de Saúde, Aloísio Barbosa, o Flamengo não passou de um empate.

Contagem         

Petrópolis está há 294 dias sem prefeito eleito pelo povo.

Contas aprovadas

Todas as contas relacionadas à tragédia do Vale do Cuiabá de 2011 de Paulo Mustrangi foram aprovadas pelo Tribunal de Contas da União. O parecer só saiu agora, mas é referente aos recursos recebidos na ocasião do governo federal. As contas agora foram consideradas quitadas pelo TCU. Em meio às notícias recentes de contas de ex-prefeitos rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado, o feito de Mustrangi é para ser assinalado.

Preterido

O ex-prefeito Bernardo Rossi perdeu a vaga de Secretário estadual de Esportes por veto de Flávio Bolsonaro. O governador Claudio Castro chegou a apelar, mas não teve choro nem vela. O ungido para o cargo foi o marqueteiro de Wilson Witzel, o publicitário Gutemberg Fonseca.

Daniela Brescianini Monteiro e Luciana Pacheco, organizadoras do Festival de Cinema de Petrópolis, que chega a sua sexta edição entre os dias 4 e 7 de novembro.

Festival de Cinema
A sexta edição do Festival de Cinema de Petrópolis acaba de ser confirmada para acontecer entre os dias 4 e 7 de novembro. O evento será realizado no formato híbrido (presencial e online) e vai contar com filmes inéditos, palestras com nomes renomados do mercado audiovisual brasileiro, além de cursos chancelados pela Escola Superior de Propaganda e Marketing com certificação. O local escolhido para receber o festival neste ano foi o Palácio Rio Negro e alguns filmes serão exibidos no Cine Bauhaus. A entrada é gratuita e as inscrições para as palestras e os workshops já estão abertas no site festivaldepetropolis.com.

Contatos com a coluna: lespartisans@tribunadepetropolis.com.br

Últimas