Achados arqueológicos escavados no jardim do Palácio de Cristal estão em exposição em Mendes

  • Continua após o anúncio
  • Continua após o anúncio
  • 24/jul 16:46
    Por Redação/ Tribuna de Petrópolis

    No ano passado, as escavações realizadas durante a obra no Palácio de Cristal revelaram mais de dois mil achados arqueológicos. Foram encontrados fragmentos de material cerâmico, vidro, louça fina, piso cerâmico, telhas, ossos de animais, entre outros. Parte do material foi exposto ao público na entrada do monumento, em 2021.  E, agora, o acervo se encontra na Instituição de Guarda D’Orbigny, em Mendes.

    O monitoramento arqueológico foi requerido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), autarquia federal vinculada à Secretaria Especial da Cultura e ao Ministério do Turismo. 260 metros de trincheiras foram escavadas no jardim do Palácio, de onde já foram retiradas louças finas, ferraduras antigas, fragmento de cachimbo de porcelana e garrafas de bebidas importadas da Europa no século XIX. 

    Fragmento de louça inglesa — Foto: Divulgação/Grifo Arqueologia

    O material arqueológico data do século XIX. Alguns artefatos parecem remontar ao século XVIII, o que será averiguado em análise laboratorial. Além das peças históricas, as escavações ajudaram a recuperar a história dos aterros que foram feitos em diversas fases no local. 

    Na última sexta-feira (22), o Palácio foi reinaugurado e agora já está aberto ao público. Após mais de dois anos e meio fechado, o espaço terá duas inaugurações, a próxima será em setembro que terá a presença de representantes do Ministério do Turismo.

    Saiba mais: Palácio de Cristal é reaberto ao público com cerimônia nesta sexta-feira

    Últimas