Zeca Baleiro mostra os encantos e as encantarias da música do Maranhão nesta segunda

24/out 06:10
Por Redação / Tribuna de Petrópolis

Pelos ares do Maranhão, sobretudo a ilha de São Luís, circula uma forte cultura popular, repleta de lendas, mistérios e música. Em “Ventos Que Sopram — Maranhão”, dirigido por Neto Borges, o cantor e compositor maranhense Zeca Baleiro guia o espectador em uma viagem pelas “encantarias” de sua terra natal: “Essa atmosfera de mágica e mistério é muito presente na produção musical do estado. São Luís também carrega a mística de cidade de poetas”, afirma. O documentário estreia com exclusividade no Curta!. 

Baleiro transita por belas paisagens e encontra músicos e trovadores que o ajudam a contar a história da música maranhense e a dar conta da variedade rítmica do estado. Juntos, eles formam um caldeirão musical diverso e, ao mesmo tempo, único, de origens africanas, ameríndias e ibéricas. Entre os artistas locais, estão Patativa, Tutuca Viana, Sergio Habibe, Tião Carvalho e Chico Maranhão.

Para além das tradições do Bumba-meu-boi e do tambor de crioula, o filme mostra como a música maranhense foi se abrindo para outros ritmos ao longo do tempo. Sempre antenados com o que se fazia na música dentro e fora do estado, os artistas maranhenses beberam de diversas fontes e, a partir da mistura, fizeram algo totalmente próprio.

Zeca Baleiro e os convidados relembram os artistas mais antigos, que foram referências para as gerações seguintes — como o cantor, compositor e percussionista Papete —, passando pelos que iniciaram esse processo de fusão musical entre o regional e o que viria de fora  como a banda Donato e Seu Conjunto — e o panorama contemporâneo mais influenciado por ritmos como o reggae, que é o caso da banda Criolina.

Ventos Que Sopram – Maranhão” é uma produção da GAYA Filmes e da Olho Filmes, viabilizada pelo Curta! através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). O filme foi vencedor do prêmio Bernardo Almeida e do Troféu ABD de melhor longa-metragem maranhense no 44º Festival Guarnicê de Cinema. Após a estreia no canal, estará disponível no Curta!On, streaming do Curta! no NOW (da Claro/Net) e em curtaon.com.br. A estreia é na Segunda da Música, 25 de outubro, às 22h30.

Episódio inédito de Immersive.World
aborda as galerias digitais

O segundo episódio da série Immersive.World, exibida no Curta!, mostra que a evolução das artes visuais deu origem a novas galerias eletrônicas, como a Art Tech House — que já tem filiais em Washington DC, Nova York e Miami —, e a projetos como o Super Real, em Nova York. Em meio a essas mudanças, as projeções de vídeos, conhecidas como video mapping, foram elevadas à categoria de arte. O resultado dessa inovação é um tipo de arte interativa, em que o público controla a obra.

Dirigida por Guto Barra, a produção mostra um panorama completo de novas possibilidades de entretenimento em que o público se sente imerso numa história ou obra, além de analisar as novas tendências desse tipo de arte nos Estados Unidos.

São dez episódios: “Teatro Imersivo / Performers”; “Arte Imersiva / Galerias Digitais”; “Teatro Imersivo / Música”; “Imersão / Não Ficção”; “Teatro Imersivo / Intimidade”; “Imersão, Fantasia e Storytelling”; “Arte Fora da Caixa / Imersão e Museus”; “Arte Imersiva / Entrando na Luz”; “Teatro Imersivo / Novos Caminhos” e “Experimentação & Arte”. A estreia do episódio é na Terça das Artes, 26 de outubro, às 20h.

Segunda da Música (MPB, Jazz, Soul, R&B) – 25/10

22h30 – “Ventos Que Sopram — Maranhão” (Documentário)
“O Maranhão é um estado cheio de histórias de encantarias e São Luís, uma ilha cheia de lendas e mistérios.” É essa a atmosfera da música maranhense que o documentário “Ventos que Sopram — Maranhão” revela, fruto de um sonho persistente de dois produtores culturais maranhenses: o cineasta Neto Borges e o cantor e compositor Zeca Baleiro. Uma antologia musical conduzida por Baleiro ao encontro de músicos e trovadores-autores, entre falas, cantos e ritmos maranhenses. Um caldeirão musical diverso e único de matriz africana, ameríndia e ibérica. Há quem diga que São Luís é a última ilha do Caribe. Direção: Neto Borges. Duração: 77 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 26 de outubro, terça-feira, às 2h30 e às 16h30; 27 de outubro, quarta, às 10h30; 30 de outubro, sábado, às 15h30.

PROMOhttps://youtu.be/9EFC8jkPRKY
FOTOS: https://drive.google.com/drive/folders/13j1h2FiBPFJkfk-Lq8g9nMxovhDqaV_i?usp=sharing

Terça das Artes – 26/10

20h – “Immersive.World” (Série) — Episódio: “Arte Imersiva / Galerias Digitais”
A evolução das artes visuais deu origem a novas galerias eletrônicas, como a Art Tech House, que já tem filiais em Washington DC, Nova York e Miami, e projetos como o Super Real, em Nova York, que elevaram o videomapping à categoria de arte. Com trabalhos comissionados especialmente para cada locação por artistas de novas mídias, os trabalhos evoluíram para um tipo de arte interativa, em que o público controla a obra. Direção: Guto Barra. Duração: 25 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 27 de outubro, quarta-feira, às 0h e às 14h; 28 de outubro, quinta-feira, às 08h; 30 de outubro, sábado, às 21h30.

PROMO: https://youtu.be/bc7x5ISrJJc
FOTOShttps://drive.google.com/drive/folders/10AsJe_lwUY2mvU7TQuK-PhlexzSgUM7x?usp=sharing

Quarta de Cinema (Filmes e Documentários de Metacinema) – 27/10

22h30 – “Glauber, Claro” (Documentário)
“Glauber, Claro” retraça, quase meio século depois, os passos do cineasta Glauber Rocha em Roma, na Itália, onde ele esteve exilado na década de 1970. Esse mosaico é formado através de testemunhos de seus amigos e colaboradores e de visitas às locações romanas de seu penúltimo longa-metragem, “Claro” (1975). O documentário investiga a experiência de Rocha e de toda uma geração de artistas na Itália dos anos 70, abordando temas como os bastidores de “Claro” e a sua relevância histórica, o cinema underground, o neorrealismo, o Cinema Novo e a militância política nas artes. O resultado é um inevitável paralelo entre a Itália do século XX e do mundo de hoje, entre a utopia dos anos setenta e a distopia atual. Diretor: César Meneghetti. Duração: 80 min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: 28 de outubro, quinta-feira, às 2h30 e 16h30; 29 de outubro, sexta-feira, às 10h30; 30 de outubro, sábado, às 14h.

PROMO: https://youtu.be/VpkN8CU9dBQ
FOTOS:  https://drive.google.com/drive/folders/1Y0YYGx2p6so7oJ-m4HHuAHVwTIrpoqRN?usp=sharing 

Quinta do Pensamento (Literatura, Filosofia, Psicologia, Antropologia) – 28/10

20h30 – “Incertezas Críticas” (Série) — Episódio: “Maria Rita Kehl”
Maria Rita Kehl é psicanalista e escritora. No programa, ela fala sobre o seu livro “Bovarismo brasileiro”, a herança da escravidão no Brasil, a depressão e o ressentimento, entre outros temas. Direção: Daniel Augusto. Duração: 26 min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos:  29 de outubro, sexta-feira, às 0h30 e às 14h30; 30 de outubro, sábado, às 18h35; 31 de outubro, domingo, às 10h15

PROMO: https://youtu.be/Hc_U07NYqsw FOTOS: https://drive.google.com/drive/folders/1vXdeo8jaOiKHYPuIrZQgtSj67xyu80eE?usp=sharing

Sexta da Sociedade – 29/10 – ANIVERSÁRIO DE 110 ANOS DO NASCIMENTO DE NELSON CAVAQUINHO

22h – “Nelson Cavaquinho” (Documentário em curta-metragem)
O cotidiano do sambista Nelson Cavaquinho. Sua casa, sua família e sua música melancólica no bairro da Lapa, Rio de Janeiro. Diretor: Leon Hirszman. Duração: 14 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 30 de outubro, sábado, às 02h.

PROMO: https://youtu.be/KLlKWUlAXV0
FOTOShttps://drive.google.com/drive/folders/16hEBce9qEZGODyR5Y58z5XT0D-95tZWa?usp=sharing

Sábado – 30/10

22h05 – “Sonhos em Movimento” (Documentário)
Em 2008, poucos meses antes de sua morte, a coreógrafa Pina Bausch decide fazer uma nova montagem de seu famoso espetáculo “Kontakthof”. Em vez de colocar em cena os bailarinos da sua famosa companhia, ela escolhe trabalhar com adolescentes de 14 a 18 anos das escolas da cidade de Wuppertal, que nunca tinham subido em um palco nem dançado antes. O documentário é sobre a história desses jovens e a dança.  Direção: Anne Linsel e Rainer Hoffmann. Classificação: Livre. 

PROMOhttps://youtu.be/XO0K2TYOIY4
FOTOShttps://drive.google.com/drive/folders/1vTBhSpX94U_zplNf9qvYYOTBBc1OCb7f?usp=sharing

Domingo – 31/10

18h – “Gulag, a história dos campos de concentração soviéticos” — “Parte 2: Apogeu e Agonia 1938 – 1957” (Documentário, dividido em dois capítulos)
No verão de 1939, o Pacto Soviético-Alemão é assinado. Em setembro de 39, a Polônia é dividida entre a Alemanha e a Rússia. Milhares de poloneses inimigos declarados da Rússia são presos e enviados para o Gulag. Da Moldávia aos países bálticos, milhares de habitantes são deportados para os gulags soviéticos. Em 22 de junho de 1941, a Alemanha ataca a União Soviética, causando a deterioração das condições de vida nos campos do Gulag. Em 5 de março de 1953, com a morte de Stalin, a política de degelo começa e um milhão de prisioneiros são libertados. Em 1956, Krutchev denuncia os crimes de Stalin, e o Gulag começa a desaparecer. Duração: 52 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 01 de novembro, segunda-feira, às 15h; 02 de novembro, terça-feira, às 09h.

PROMO: https://youtu.be/wIGX7k0Robk
FOTOShttps://drive.google.com/drive/folders/1nyo8vz5WEa6PICn1SViiEZfws7ctNd4_?usp=sharing

Últimas