Vigência do decreto municipal termina nesta terça e 124 mortes são registradas em 18 dias

12/abr 11:27
Por Victor Carneiro

Nesta terça-feira (13) termina o prazo de validade do decreto municipal que determina medidas mais restritivas de atividades consideradas não essenciais. Foram 18 dias em que o decreto vigorou com parte do comércio fechado, mas alta circulação de pessoas nas ruas da cidade. A intenção do governo interino era a diminuição da taxa de contágio e uma redução na taxa de ocupação dos leitos clínicos e de UTI do SUS.

No dia 26/03, data em que o texto passou a vigorar, Petrópolis tinha registrado 24.282 casos positivos. Na ocasião 307 pessoas estavam internadas. A taxa de ocupação dos leitos clínicos do SUS estava em 60,15% e a taxa de leitos de UTI em 89,62%. A cidade registrava 666 óbitos.

Dezoito dias após as medidas tomadas pela prefeitura, a cidade passou a contabilizar 26.878 casos. Um aumento de 2.596 casos. O número de pessoas internadas aumentou para 320 e o número de óbitos deu um salto para 790. A taxa de ocupação dos leitos clínicos teve aumento para 67,72% e a taxa de leitos de UTI’s, pequena redução para 88,89%.

Na sexta-feira (09.04), atividades dos polos comerciais já haviam retornado.

** Matéria atualizada às 12h55 do dia 12/04/2021 para correção de informações sobre a prorrogação do decreto

Últimas