Vendas de aço em abril caem 11,8% ante abril de 2021, revela Inda

  • Continua após o anúncio
  • Continua após o anúncio
  • 24/maio 12:51
    Por Circe Bonatelli / Estadão

    A indústria siderúrgica nacional teve uma retração dos negócios no mês de abril, em meio ao estica e puxa dos preços do aço, de acordo com pesquisa divulgada nesta terça-feira, 24, pelo Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço (Inda). As vendas de aços planos em abril de 2022 chegaram a 302,7 mil toneladas, recuo de 11,8% em relação ao mesmo mês de 2021 e queda de 20,9% perante março de 2022.

    No acumulado de 12 meses, as vendas atingiram 3,569 milhões de toneladas, retração de 9,1%.

    O Inda projetou retração de 5,0% para as vendas no mês de maio ante abril.

    As compras do mês de abril alcançaram 250,1 mil toneladas, baixas de 27,5% na comparação anual e de 27,7% na comparação mensal. No acumulado de 12 meses, as compras totalizaram 3,578 milhões de toneladas, alta de 2,4%.

    O Inda prevê alta de 14% nas compras de maio ante abril.

    O estoque de abril dos associados da Inda foi a 721,8 mil toneladas, um crescimento de 1,2% na comparação anual e queda de 6,5% na comparação mensal. O giro de estoque fechou em 2,4 meses – nível um pouco acima de março, quando estava em 2,0 meses.

    As importações encerraram abril em 109,8 mil toneladas, baixa de 12,5% na comparação anual e queda de 12,4% na comparação mensal. A China foi a principal fonte das importações de aços planos, respondendo por 74,4% do aço trazido de fora. Na sequência aparecem Coreia do Sul (9,4%) e Suécia (4,7%).

    Últimas