Universitário petropolitano tem artigo publicado em revista internacional

  • Continua após o anúncio
  • Continua após o anúncio
  • 01/06/2021 10:15
    Por Redação/Tribuna de Petrópolis

    O aluno Igor Lordeiro, que cursa o 8º período do curso de Engenharia de Computação do Cefet-RJ, campus Petrópolis, teve artigo publicado na revista internacional IEEE Transactions and Games, que trabalha com publicações sobre jogos e aspectos técnicos, científicos e/ou relacionados à engenharia. A revista é uma das mais respeitadas do segmento. Intitulado “Multi-Armed Bandits for Minesweeper: Profiting from Exploration-Exploitation Synergy”, o artigo foca em desenvolver uma abordagem baseada em aprendizado por reforço – uma área do aprendizado de máquinas que se preocupa em maximizar as recompensas recebidas – para jogar o clássico game campo minado.

    “Campo minado é um jogo que apresenta regras relativamente simples, mas requer uma combinação de tanto sorte quanto estratégia para que se alcance a vitória”, explicou Igor. “Adaptamos algoritmos de Multi-Armed Bandits para que fosse possível explorar algumas peculiaridades do jogo com o objetivo de analisá-lo por uma perspectiva de aprendizado, o que levou a diversas descobertas”, destacou o estudante, que assinou o trabalho ao lado dos docentes Douglas Cardoso e Diego Haddad.

    O artigo foi desenvolvido como parte do projeto de iniciação científica de Igor, que teve a orientação de Douglas Cardoso. O aluno tem se envolvido em projetos de programação competitiva desde o início do curso, em 2017, e trabalhou com pesquisa na área de inteligência artificial em 2019, o que se tornou depois o seu projeto de iniciação científica. Junto com o professor Douglas, o interesse em trabalhar com inteligência artificial em jogos surgiu no início da pesquisa e o game campo minado foi selecionado por “apresentar desafios interessantes para aprendizado de máquina”, segundo Igor.

    Douglas Cardoso destacou o trabalho da equipe, sobretudo a atuação “exemplar” de Igor. “Ver todo esforço dele ser recompensado me deixa muito feliz, ainda mais de forma tão louvável: ser autor de um artigo publicado num periódico científico internacional de tal importância ainda como aluno de graduação é algo tão raro. Torço para que seja o primeiro de muitos outros numa profícua carreira acadêmica dele”, ressaltou Douglas.

    Últimas