UNIFASE destaca os desafios enfrentados no processo de formação acadêmica em meio à pandemia

16/mar 09:00
Por Informe Publicitário

É inegável que a pandemia da COVID-19 alterou o ritmo de vida em todos os lugares do mundo, sem impor diferenças entre classes sociais, gêneros e raças. Todos estão, de alguma forma, sendo afetados diretamente por esse novo vírus. Com o processo de ensino-aprendizagem não foi diferente. De um dia para o outro, tudo se transformou e foram necessários novos métodos para garantir que alunos e professores mantivessem o processo de formação acadêmica, priorizando a segurança de todos, neste momento de necessidade do distanciamento físico.

Atentos à qualidade da formação dos alunos, o Centro Universitário Arthur Sá Earp Neto e a Faculdade de Medicina de Petrópolis (UNIFASE/FMP), mesmo não ofertando cursos de graduação na modalidade convencional a distância, se reinventaram neste momento de pandemia e intensificaram a utilização de ferramentas virtuais, como o AVA – Ambiente Virtual de Aprendizagem – Moodle e a plataforma Zoom, para conferências, com aulas remotas ao vivo, além da utilização de outros recursos, ampliando o acervo digital.

“É gratificante ver as pessoas se reinventando para apresentar soluções inovadoras tanto para velhos quanto para novos problemas. E não são poucas as manifestações de carinho, agradecimento e reconhecimento – por parte dos alunos em geral – aos professores, pelo esforço empreendido e pelos resultados que vêm sendo obtidos. É uma grata surpresa constatar que nesse tempo de isolamento social, estamos nos sentindo mais próximos dos nossos alunos e esperamos que a recíproca seja verdadeira. Enfim, é tempo de superação e desta forma crescemos todos: alunos, professores e instituição. Não sairemos dessa situação da mesma forma que entramos. Sairemos melhores, mais fortes e renovados”, comenta Abílio Aranha, coordenador de Ensino da UNIFASE/FMP.

Diante desse contexto totalmente inusitado de pandemia, algumas Instituições de Ensino Superior (IES) pararam totalmente suas atividades. Na contramão, outras se reinventaram para adotar o modelo temporário de virtualização do conteúdo, assegurado pelo Ministério da Educação, com o objetivo de oferecer aos estudantes a oportunidade de não interrupção dos estudos no momento crítico em que o mundo se encontra.

“Atividades a distância começaram a ser vistas com outros olhos, sendo menos discriminadas. Muitos professores as experimentaram e gostaram, pois conheceram sua potencialidade e ficaram menos resistentes à tecnologia. Perceberam que não se trata apenas de entrega de conteúdo, de repositório de materiais didáticos e sim de uma possibilidade de aplicação de metodologias ativas, de incentivo ao protagonismo dos alunos e de desenvolvimento de competências técnicas e de soft skills (competências sociais e emocionais)”, frisa Ana Maria Rodrigues dos Santos, coordenadora de Pesquisa, Pós-Graduação e Educação a Distância da UNIFASE/FMP.

Cientes de que alguns estudantes podem ter dificuldade de acesso à internet, especialistas e organizações têm reforçado a importância de os gestores educacionais desenvolverem ações específicas com foco nos alunos com maior risco de evasão durante esse período. Desta forma, a UNIFASE/FMP criou um canal de diálogo constante entre as diferentes coordenações e seus representantes de turma, para avaliar a eficácia do que está sendo proposto e aplicado.

“De forma geral, os resultados demonstram que, apesar da complexidade da transformação do processo de aprendizagem, este tem sido positivo. As ferramentas virtuais disponibilizadas oficialmente pela IES (Moodle e Zoom) são as mais utilizadas no presente modelo e têm se mostrado adequadas para o andamento das atividades virtuais e também no processo de comunicação”, ressalta Gabriel Martins, membro da Comissão Permanente de Avaliação da UNIFASE/FMP.

Aula prática no laboratório / Foto: Divulgação UNIFASE

É importante destacar que nesse período também foi aprovado, pelo Ministério da Educação e pelo Conselho Nacional de Educação (CNE/CP nº 5/2020), as orientações sobre a reorganização do calendário escolar e a possibilidade de contagem de atividades não presenciais para fins de cumprimento da carga horária mínima anual, em razão da pandemia. O documento também prevê uma forma de avaliação mais equilibrada dos estudantes. Além disso, a UNIFASE/FMP adaptou todo o espaço físico do campus universitário para receber os alunos nas aulas práticas, realizadas nos laboratórios, adotando todas as medidas sanitárias de prevenção.

“Quando tudo isso começou, achei que a experiência de estudar virtualmente seria difícil e maçante, mas preciso admitir que estou surpreso e satisfeito com a proposta de ensino a distância que a faculdade ofereceu para não perdermos o período de estudos. É visível o esforço de todos os professores na elaboração de conteúdo, passando os assuntos de forma completa. Lógico que existem diferenças entre uma aula presencial e uma aula a distância, mas vejo que em relação à efetividade e a qualidade, ambas estão equiparadas”, destaca Pedro Henrique Souza, aluno do 4º período de Medicina e egresso do curso de Nutrição da UNIFASE.

O sistema educacional passou por muitos processos de adaptação ao longo deste um ano de pandemia e, certamente, a sala de aula convencional não será mais a mesma. Talvez existirá mais tempo para novos projetos, com o reaproveitamento da carga horária do professor. Aprender terá um novo significado e o aluno será protagonista do próprio caminho.

“Encontraram um formato diferente para fazer esse processo de ensino. Achei incrível a disponibilidade do conteúdo e o agendamento das atividades de forma remota. Foi como sair de casa, apesar de estar estudando on-line. A questão da pandemia estava me deixando muito aflita. Essa graduação está sendo uma janela para pensar em outras coisas, ter acesso às pessoas. Questão de saúde mental mesmo, de ter um compromisso e novos assuntos para conversar e pensar, foi um suspiro em meio à pandemia”, revela Andrea Évora Cals, arquiteta, aluna do 2º período de Psicologia.

Faça parte do grupo de alunos formados em uma instituição referência no ensino superior de qualidade, considerada 5 estrelas pelo Ministério da Educação. As inscrições para o vestibular da UNIFASE e outras informações podem ser obtidas através do site: www.unifase-rj.edu.br ou pelo WhatsApp: (24) 9.8865-7504.

Últimas