Terminal Rodoviário do Centro tem novos relatos de brigas

23/jul 11:21
Por Janaina do Carmo

Quem estava aguardando o ônibus no Terminal do Centro na noite de quinta-feira (22) presenciou cenas de violência. A confusão começou por volta das 19h, horário em que o terminal está lotado de passageiros. A briga durou cerca de cinco minutos e segundo os usuários não havia guardas municipais e nem policiais militares na hora da confusão.

“O homem parecia embriagado quando começou a gritar e a bater nas portas de alumínio assustando as pessoas que estavam na fila. Depois disso, ele começou a gritar em frente a uma padaria. Aí uma funcionária falou pra ele sair. Ela pediu algumas vezes e o cara não foi embora”, contou um passageiro.

“Como ele não foi embora saíram dois funcionários do estabelecimento e começaram a bater no homem. Um deles tentou dar um golpe com os pés, mas errou. Se estivesse passando alguém na hora teria acertado”, continuou o passageiro. Ele disse que algumas pessoas procuraram por policiais e guardas para tentar acabar com a confusão. “Raramente tem guardas por ali”, frisou.

O passageiro contou que a Polícia Militar (PM) apareceu momentos depois da briga já ter terminado. Os policiais foram até a padaria e depois foram embora, segundo relatou o passageiro. “A rodoviária está largada, sempre há essas brigas e confusões. E o pior é que não tem nenhum guarda ou policial para intervir”, lamentou o usuário.

A Tribuna questionou a Prefeitura de Petrópolis sobre as ações de segurança dentro do Terminal Rodoviário do Centro, mas até o momento não obtivemos resposta.

Últimas