Subcompactos são os carros mais baratos do Brasil

  • 17/07/2018 17:37

    Já se foi o tempo em que o carro mais barato do Brasil custava menos de R$ 20 mil. E esse carro era o Chery QQ. Mas, a chegada da nova geração elevou o preço do produto chinês, que segue ainda como o modelo mais barato do país, porém em um novo patamar de preço. Nessa lista dos mais baratos, encabeçada pelo New QQ, os carros mais em conta são os que se encaixam na categoria de subcompactos, com motor 1.0, poucos equipamentos de série e preços entre R$ 27,5 mil e R$ 32,5 mil.

    Confira os três carros maisbaratos do Brasil, no mêsde julho:

    Caoa Chery QQ Smile

    Preço: R$ 27.290

    Motor: 3 cilindros, 1.0,75 cv

    Principais itens de série: vidros elétricos, rádio com entrada USB e computador de bordo.

    O subcompacto produzido em Jacareí (SP) segue firme como o carro novo mais barato do país, apesar da investida da Caoa Chery em SUVs. Para ter o QQ mais em conta, o cliente terá que abrir mão de itens de conforto, como direção hidráulica e ar-condicionado.

    Renault Kwid Life

    Preço: R$ 32.490

    Motor: 3 cilindros, 1.0,70 cv

    Principais itens de série: airbags laterais, fixação Isofix, desembaçador traseiro.

    Desde seu lançamento, há quase um ano, o Kwid de entrada ficou R$ 2,5 mil mais caro. Agora, ele é encontrado por R$ 32.490.

    Por esse valor, o Kwid pouco oferece além do que é obrigatório. O destaque é para os airbags laterais. Além disso, não há assistência na direção, vidros ou travas elétricos. Para ter itens como ar-condicionado e direção elétrica, o cliente terá que escolher a versão intermediária, Zen. Ela sai por R$ 37.490 – valor que ainda manteria o Kwid entre os 10 mais baratos.

    Fiat Mobi Easy

    Preço: R$ 32.590

    Motor: 4 cilindros, 1.0,75 cv

    Principais itens de série: calotas, “brake light”, apoios de cabeça traseiros, banco traseiro bipartido e tampa do porta-malas de vidro.

    O Mobi conseguiu se firmar no mercado brasileiro como o carro de entrada da Fiat. Na linha 2019, conseguiu até uma redução de R$2 mil no preço. No entanto, o cliente precisa fazer concessões. Seu motor é o velho 1.0 Fire. Para ter o novo 1.0 de 3 cilindros, Firefly, este só é oferecido atualmente na intermediária Drive, de R$43.590.

    Além disso, essa opção mais barata do hatch sofre com a curta lista de itens de série: não tem ar-condicionado ou direção hidráulica, nem como itens opcionais.

    Últimas