Só no patezinho: Câmara abre licitação para lanches finos

  • Continua após o anúncio
    Continua após o anúncio

  • Continua após o anúncio
    Continua após o anúncio
  • 22/jan 02:51

    E a Câmara de Vereadores abriu licitação para a compra de… lanches! Tudo bem que um cafezinho sempre dá uma animada, mas a mesa dos nossos legisladores é bem farta. Vamos por itens: de pãozinho, a empresa que ganhar a disputa deve oferecer pão de forma, integral de milho e bisnaguinha. Atum, patê, geleia de frutas, também entram neste lanchinho e não pode, claro, neste caso, faltar a torradinha para passar esse patezinho.

    Mesa farta

    Nesta mesa farta, que fica ali na salinha Vip, aquela famosa, precisa ter ainda queijo prato e presunto, peito de peru e queijo branco frescal. Nesta mesa vai também bolo de sabores variados, chá, iogurte e água de coco. Já biscoitinho só os Santa Clara e polvilho.

    Frutas

    E não acabou, não. Ainda estão previstas as frutinhas para o pessoal que tá sempre de dieta. Eles escolheram manga, uva, abacaxi, melão (pra comer com presunto, coisa de rico), morango e mamão papaia para os que sofrem de constipação. Vai custar apenas R$ 39 mil, licitação marcada para o dia 02 de fevereiro.

    O som das cordas de Julien Bacelar toma conta da Casa de Petrópolis Instituto de Cultura, hoje, a partir das 18h. O artista, representante da “Third Stream” utiliza elementos da música erudita e popular numa apresentação de violão clássico que promete encantar o público. A performance une desde canções de Villa Lobos, Gaspar Sanz e Francisco Tárrega até nomes como Tom Jobim, Raphel Rabello e João Pernambucano. A programação completa do espetáculo pode ser encontrada no Instagram da Casa de Petrópolis.

    CPF pra rolo

    Longe de a gente puxar o saco do secretário de Administração, Ramon Melo, mas ele tem feito algo que os antecessores não faziam não.  Assina e chama para si a responsabilidade dos editais de licitação. Anteriormente quem assinava era o diretor do departamento de licitação.  Na época de Marcus von Seehausen, por exemplo, nunca se viu a assinatura dele em documentos. Era igual cabeça de bacalhau.

    Aditivo

    Falando em CPF para rolo, foi assinado termo aditivo de um contrato com a Traçado Construções e Serviços feito via ata de registro de preços em 2021 agora pelo valor de R$ 2,7 milhões. A contratação é para asfalto, que a gestão Rubens Bomtempo alega ter herdado com estoque zerado.

    Futebol de botão

    Saudosistas do futebol de botão e a nova geração de apaixonados pelo esporte já podem comemorar. Petrópolis vai ganhar o seu primeiro Campeonato Municipal de Futebol de Botão realização da Liga Petropolitana de Desportos. A competição será realizada em parceria com a Liga Imperial de Futebol de Mesa em abril com as disputas acontecendo no condomínio Mon Recoin, no bairro Morin.

    Eu, hein!

    Em sua defesa, na audiência pública na Câmara de Vereadores, a Enel alegou que os problemas de fornecimento de energia na virada do ano foram registrados porque choveu quase três vezes mais o que ocasionou o tombamento de 141 árvores.  E um dos técnicos tascou “algumas pessoas ficaram muitas horas sem luz”. Algumas?

    Trabalho no campo

    Quatro cursos, todos para a área rural serão oferecidos até março, uma parceria da Fazenda Vira Mundo, na Posse com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural e o Sindicato Rural de Petrópolis. Tem deste cultivo de plantas ornamentais até operação de roçadeira e perfurador de solo. E a parte melhor vem agora: tudo de graça. E tem mais um detalhe que motiva: almoço e lanche também são oferecidos.  Inscrições pelo telefone (24) 99935-3549.

    Um dos muitos cursos de atualização do trabalho no campo realizados na Fazenda Vira Mundo, no Brejal, distrito da Posse.

    Cartão

    Apanha bem nas redes sociais a gestão Rubens Bomtempo ao cancelar o cartão Merenda Certa. O valor de R$ 70 por cada um dos 41 mil alunos matriculados vinha sendo pago em função da pandemia e das aulas serem ora online e ora híbridas. A atual gestão alega que se as aulas serão presenciais o aluno vai merendar na escola e não precisa mais deste reforço em casa. Porém, o retorno das aulas foi adiado para 14 de fevereiro. Já serão quase 15 dias sem merenda e sem cartão.

    Sobra

    A verba que vem do Programa Nacional de Alimentação Escolar, do governo federal, teve uma sobra de R$ 7 milhões, no ano passado, com as escolas fechadas, que pode ser usada ainda este ano. Estes recursos não podem ir para o cartão Merenda Certa, mas podem ir para a merenda nas escolas dando uma folga nos recursos próprios da prefeitura para investir no cartão.

    Contatos com a coluna: lespartisans@tribunadepetropolis.com.br

    Últimas