Saúde apura caso de mãe que teve bebê em escadarias de casa na Castelânea

01/mar 18:48
Por Redação / Tribuna de Petrópolis

Uma mulher, de 31 anos, deu a luz nas escadarias da servidão onde mora na Castelânea, neste domingo (28). Ela deu entrada no Hospital Alcides Carneiro no fim do dia, mas como não foi classificada pela equipe médica como em trabalho de parto, e foi mandada de volta para casa. Mais tarde, a mãe teve contrações e, na ida ao hospital, o bebê acabou nascendo no meio do caminho. Nesta segunda-feira, mamãe e bebê estão internados no HAC e passam bem.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento seguinte do nascimento do bebê. Uma mulher, identificada como a avó da criança, segura o bebê nos braços de bruço tentando fazê-lo chorar. São momentos de nervosismo e tensão até que o bebê começa a chorar. No vídeo, a avó relata que a mãe o bebê foi até o hospital e foi mandada de volta para casa e diz que a situação foi resultado de negligência médica.

Questionada sobre como aconteceu o caso, a Secretaria Municipal de Saúde informou que está apurando junto a equipe que estava de plantão no HAC neste domingo. Leia, abaixo, a nota completa da Secretaria de Saúde:

“A paciente deu entrada na unidade na tarde de domingo, relatando dores e contração. Durante a consulta de avaliação, negou ter tido sangramento ou perda de líquido. Ela foi avaliada pela equipe médica e passou por exames físico e obstétrico, que constataram colo uterino posterior, grosso, e bolsa íntegra. A paciente não apresentava contrações de trabalho de parto no momento.

Para assegurar o bem-estar fetal e verificar a presença de contração, foi realizada uma cardiotocografia (exame que avalia o bem-estar fetal e a presença de contração). Ela foi liberada por volta de 18h da unidade, recebendo orientações de retorno ao serviço, caso houvesse piora da dor ou perdas vaginais (sangue ou líquido amniótico).

A paciente retornou à unidade às 23h57, trazida pelo SAMU, após parto domiciliar. Ela relatou que voltou a ter dores e saía de casa para retornar ao hospital, quando o bebê nasceu. Foi avaliada, assim como o recém-nascido, que foi atendido pelo pediatra. Os dois permanecem internados na unidade, apresentando bom estado geral com previsão de alta amanhã. A Secretaria de Saúde está apurando as informações em relação ao atendimento do SAMU”, conclui a nota.

Últimas