Saúde anuncia (de novo) que estuda processo seletivo para contratação emergencial

03/jun 03:30

O secretário de Saúde, Aloísio Barbosa, anunciou na reunião do desempenho quadrimestral da saúde, em audiência na Câmara de Vereadores, como se fosse uma novidade, estudos para processo seletivo para a contratação de profissionais de saúde, principalmente médicos.  Seriam 14 postos de saúde – segundo a Defensoria Pública seriam oito – com falta de médicos, sem falar nas entradas de urgência da cidade. Porém, aos vereadores, Aloísio Barbosa saiu pela tangente e não disse qual o déficit de profissionais e falou apenas que uma equipe está levantando. Mas, aos ministérios públicos estadual e federal, no mês passado, o governo municipal disse que já realizou o levantamento da necessidade de contratação e que o processo foi encaminhado para avaliação do impacto financeiro-orçamentário.

Sinuca de bico

Já os vereadores se mostraram muito céticos em relação a um processo seletivo. “Pode ser deserto”, avisou Mauro Peralta. De fato, se tomar como base o salário de R$ 2,3 mil da rede… E se der salário maior aos novos vai criar um tremendo caso com quem já rala há muito tempo, né?

Monitoramento

Segundo o que o secretário de Saúde, Aloísio Barbosa , disse em audiência na Câmara, que pacientes de covid e pós covid são acompanhados por  telemonitoramento temos nossas dúvidas. O painel de monitoramento, no sábado, mostrava 1.151casos ativos.  Estariam todos recebendo telefonemas diários acompanhando a evolução da doença?

Às vezes a gente não nota a quantidade de animais abandonados no Centro a não ser que ocorra como ontem quando uma matilha estava atrás de uma cadela no cio, na 16 de Março.

Contas de Bomtempo

Em uma das gavetas da  Comissão de Finanças da Câmara está o processo de votação de contas do ex-prefeito Rubens Bomtempo, aquelas em que o Tribunal de Contas do Estado deu parecer contrário.  Seis meses de legislatura quase e ninguém põe para frente.

Mais tempo

E a gente vai para o sexto mês da nova gestão interina sem o tomógrafo funcionando no Hospital Nelson de Sá Earp, o que depende de uma obra de adaptação da sala. Isso se soma aos seis meses em que o aparelho de R$ 1 milhão também passou encaixotado na gestão passada.

Já era

Não vai rolar mais, pelo menos por enquanto. A Prefeitura chegou a abrir uma licitação para investir R$ 556 mil em 1.321 instrumentos musicais para a formação de bandas marciais nas escolas, mas a Secretaria de Administração suspendeu a concorrência de fevereiro e até agora nada de reeditar.

Novo modelo

E o Turismo, um dos pilares de nossa economia, precisa ficar atento às novas tendências mundiais. Cidades europeias querem a volta do turismo, mas não como antes. A meta é reduzir o fluxo de pessoas, limitar aluguéis de curto prazo e promover a visitação sustentável.

Doses suficientes

O Instituto Butantan garante que a revacinação contra covid-19 em idosos não é necessária. O Instituto paulista afirma que ficou comprovado que não há necessidade de revacinação,  hipótese que foi levantada por um estudo que demonstrou a queda da eficácia do imunizante em pessoas acima de 70 anos. Vai ser preciso divulgar muito isso. Em Petrópolis, 11 em cada 10 idosos falam do tema.

A Europa é aqui! É o que mostra a foto de Ana Kutter na Praça da Liberdade.

Aqui tá longe

Podia ser a gente, mas… Os eleitores de cinco municípios brasileiros voltam às urnas dia 13 de junho. Nas cidades de Sidrolândia (MS), Nova Pata do Iguaçu (PR), Petrolândia (SC), Campestre (MG) e Espera Feliz (MG) as eleições suplementares ocorrem para substituir os prefeitos eleitos em 2020, e que foram afastados pela Justiça Eleitoral. A gente aqui ainda continua esperando sentado porque de pé cansa.

Sem grana

Na semana passada nada menos que quatro diretores de hospitais e clínicas ambulatoriais fizeram uma  peregrinação em repartições da Saúde querendo receber o que a prefeitura deve. Foi em vão. Eles vêm relatando tudo ao ministério público.

Contagem                                                                                                                               

Petrópolis está há 149 dias sem prefeito eleito pelo povo.

Concer vai ficar

Pelo andar da carruagem a Concer não vai mesmo deixar de administrar a rodovia tão cedo. Ela se manteve por força de uma liminar e a União anunciou que iria recorrer. Mas, já tem um dois meses e não teve resultado.

Contatos com a coluna: lespartisans@tribunadepetropolis.com.br

Últimas