Sábado terá oficinas infantis, concerto e shows online e com presença de público no Festival de Inverno

17/set 17:45
Por Redação / Tribuna de Petrópolis

A 20ª edição do Festival de Inverno, promovida pelo Instituto Dellarte, está quase chegando ao fim. Com uma extensa programação para todos os gostos, o Festival atraiu um variado público que prestigiou diversos eventos oferecidos gratuitamente. Neste sábado, 18 de setembro, penúltimo dia do Festival, as atrações começam para o público infantil com as “Oficina de Percussão” e “Oficina de Introdução ao Violão”, a partir das 10h, no YouTube do Festival. A programação online continua a partir das 19h30m com os músicos Marina Íris e Guinga.

A partir das 18h30m tem início a programação com presença do público: o Salão Nobre da UCP será palco do show de três artistas locais: Duo Mano a Mano, Luka Marques e saudade. E, às 20h, a Capela da UCP receberáo Quarteto Bosisio.

Este ano, o Instituto Dellarte fez uma importante parceria com a UCP (Universidade Católica de Petrópolis) que cede seus magníficos espaços para receber o Festival. Segundo Myrian Dauelsberg, presidente do Instituto Dellarte, “esta parceria é de grande valia. Demonstra o interesse da UCP em oferecer aos estudantes a possibilidade de ampliar seus conhecimentos, presenteando-os com música clássica de alta qualidade. Um bom profissional, em qualquer área, deve ter uma ampla visão da humanidade e, mais do que nunca, nesta era tecnológica, os educadores devem cuidar também de complementar a formação dos jovens, visando construir um mundo melhor, compensando-os também nesta fase difícil que estamos vivenciando”.

Tradição mantida, a “Campanha da Solidariedade” está presente também nesta edição. O movimento tem como objetivo arrecadar alimentos não perecíveis para instituições carentes. Pede-se a doação de um alimento na entrada dos eventos.

10h – Oficina de Percussão – YouTube: dellarte.com.br/festival – online

 A oficina tem como meta apresentar os principais instrumentos usados na musica popular brasileira, bem como transmitir informações sobre o manuseio e a pratica em si. Além disso, o oficineiro vai apresentar adaptações com objetos domésticos, tais como baldes, panelas, dentre outros. Duração: 40 minutos. Oficineiro: Dino Fernandes 

10h – Oficina de Introdução ao Violão – YouTube: dellarte.com.br/festival – online

A oficina de violão tem como objetivo proporcionar para crianças o primeiro contato com uma aula de violão, visando instruir quem se interessa pela arte e motivando o autodescobrimento dos artistas. A oficina será administrada por Daniel Pellegrini, renomado compositor, cantor e músico da cidade com diversas interpretações e canções de sua autoria. Duração: 40 minutos. Oficineiro: Daniel Pellegrini 

19h30m – Marina Íris – YouTube: dellarte.com.br/festival – online

Estreou no Teatro Rival BR em junho de 2018, com lotação esgotada. Na turnê Rueira pelo mundo, Marina levou o trabalho a diversos países da Europa. O terceiro disco, Voz Bandeira (2020), é costurado pelo cruzamento de música e poesia. Em 2019, Marina Iris lançou o disco Voz Bandeira, dedicado à vereadora Marielle Franco. O EP contou com a participação de diversas cantoras, entre elas, Leci Brandão, Fabiana Cozza e Marcelle Motta. Marina está lançando o EP Virada.

19h30m – Guinga – YouTube: dellarte.com.br/festival – online

Carlos Althier de Souza Lemos Escobar, o Guinga, começou a compor aos 16 anos. Já violonista profissional, acompanhou artistas como Clara Nunes, Beth Carvalho, Alaíde Costa, Cartola e João Nogueira. Teve músicas gravadas por astros como Elis Regina, Michel Legrand, Sérgio Mendes, Leila Pinheiro, Chico Buarque, Clara Nunes e Ivan Lins. Dentre seus parceiros, nomes como Paulo César Pinheiro, Aldir Blanc, Chico Buarque, Nei Lopes, Sérgio Natureza e Nelson Motta. Com uma dezena de CD gravados, é reverenciado pela crítica, que o aponta com frequência como “o maior e o mais importante compositor brasileiro da atualidade”. Hermeto Pascoal, o bruxo dos sons, dispara: “Um cara como esse só aparece a cada cem  100 anos”. Seu disco Rasgando Seda, com o Quinteto Villa-Lobos, foi indicado ao Grammy na categoria Melhor Disco Instrumental. Em 2016 gravou Mar Afora, uma parceria com a cantora portuguesa Maria João. Em 2017 lançou Canção da Impermanência e Avenida Atlântica, em parceria com o Quarteto Carlos Gomes.

18h30m – Duo Mano a Mano – SALÃO NOBRE UCP – COM PRESENÇA DO PÚBLICO

O projeto Mano a Mano nasceu a partir de ensaios feitos em casa no período de quarentena. De forma descontraída e eclética, o repertório dos dois irmãos João Felippe e João Victor passa de Gilberto Gil aCarlos Santana. A simbiose da brasilidadecomasinfluênciasjazzísticas norte-americanas e a utilização de efeitos especiais, trazem ao duo grande frescor e originalidade. João Felippe, que sola no cavaquinho e na guitarra baiana, coleciona participações ao lado de grandes nomes da música como Moraes Moreira, Armandinho Macedo e Leila Pinheiro. Seu irmão João Victor,com apenas 19 anos, vem se destacando como baixista, violonista e cavaquinista, tendo vencido o primeiro Festival de Música Petropolitana ao lado da cantora e compositora Lala Valone.Atualmente cursa bacharelado em arranjo/MPB pelaUNIRIO.

19h40m – Luka Marques – SALÃO NOBRE UCP – COM PRESENÇA DO PÚBLICO

Seu primeiro contato com a prática musical foi em 2013, quando participou do coral Regina Coeli. No mesmo ano, Luka entrou para a escola de música da UCP. Em 2018 deu início ao seu primeiro projeto autoral, junto com o Coletivo Manga Rosa, onde produziu 10 músicas. Do trabalho com a produtora Salada de Frutas lançou quatro músicas no EP Sombra clara, disponível em todas as plataformas de streaming. No começo do ano foi convidado a participar do projeto “A Onda” com gravação de um videoclipe e o lançamento de sua primeira composição Primavera. Atualmente o multi-instrumentista está focado na preparação de conteúdo, não só para redes sociais, como também para plataformas de vídeo e música. Paralelamente, finaliza as composições do seu primeiro álbum completo, cujo lançamento está previsto para o início de 2022.

20h50m – Saudade – SALÃO NOBRE UCP – COM PRESENÇA DO PÚBLICO Depois de fazer uma turnê pelos Estados Unidos em 2018 e 2019, saudade lançou o seu primeiro álbum chamado ‘jardim entre os ouvidos’ em novembro de 2020. Com nove canções conectadas como capítulos de um livro, o músico explorou o conceito de microuniversos ao trazer para sua obra toque biográficos. Agora, entra em fase de pré-produção para seu próximo disco, no qual projeta tempos mais otimistas pelos quais o mundo inteiro anseia no momento. Dentro de seu portfólio ainda constam singles lançados em parceria com nomes como Gustavo Bertoni (Scalene)

e Luiza Caspary.

20h – Quarteto Bosisio – CAPELA UCP – COM PRESENÇA DO PÚBLICO

Idealizada pelo violinista Paulo Bosisio, a renomada formação camarística – com Carlos Mendes no 2º violino, Dhyan Toffolo na viola e Marcelo Salles no violoncelo – surgiu na década de 1980. Ele estudara oito anos na Europa com Max Rostal — considerado, à época, o maior pedagogo do continente europeu e criador do hoje famoso Quarteto Amadeus. Ao retornar ao Brasil, Bosisio já trazia a ideia de formar um quarteto de cordas. Assim foi feito e o Quarteto Bosisio apresentou-se, desde o seu início, nas mais importantes salas de concerto da cidade do Rio de Janeiro, sua sede, e nos mais importantes centros musicais do país, brindando o público não somente com o tradicional repertório clássico-romântico, mas também com muita música brasileira. Foram os primeiros no mundo a gravar o Quarteto Nº 4 de Heitor Villa-Lobos. Em sua turnê europeia o Quarteto Bosisio gravou quartetos brasileiros para programas da BBC, além de realizar master-classes.

PROGRAMA

Wolfgang Amadeus Mozart

Quarteto em Dó maior “Dissonância”, K.465

Robert Schumann

Quarteto Nº1 em Lá menor. op. 41

FESTIVAL DE INVERNO

Petrópolis – edição 2021 – online e presencial

De 14 a 19 de setembro

Programação sujeita a alterações

dellarte.com.br/festival – online

UCP – Universidade Católica de Petrópolis – presencial

Rua Benjamin Constant, 213 – Centro – Petrópolis

Telefone: 24 – 2244 4044

Salão Nobre – capacidade de 80 pessoas

Capela – capacidade 60 pessoas

Entrada gratuita, por ordem de chegada, sujeita à lotação.

Pede-se a doação de 1 kg de alimento não perecível para a Campanha da Solidariedade, a ser entregue no local do evento.

Últimas