Rony faz de bicicleta, Palmeiras goleia Cerro e vai às quartas da Libertadores

  • 06/jul 21:15
    Por Ricardo Magatti / Estadão

    O Palmeiras garantiu presença nas quartas de final da Copa Libertadores pela quinta vez consecutiva ao vencer novamente o Cerro Porteño. Tranquilo e à vontade depois de fazer 3 a 0 em Assunção há uma semana, o time alviverde atropelou o rival paraguaio por 5 a 0 no Allianz Parque, na noite desta quarta-feira. Rony, com dois gols, um deles de bicicleta – algo que estava buscando há um tempo – além de uma assistência, foi o nome da partida. Breno Lopes e Gómez também foram às redes. O outro gol foi marcado contra, por Samudio.

    O atual bicampeão da Libertadores ampliou para 16 o número de partidas invicto no torneio continental, com 13 vitórias e três empates e, além disso, atingiu a marca de nove vitórias seguidas na competição com o triunfo em sua casa, que estava cheia apesar dos altos preços dos ingressos.

    Único brasileiro cinco vezes seguidas nas quartas, o Palmeiras reencontra na fase seguinte o Atlético-MG, que vai querer vingança depois de ter sido eliminado na semifinal na edição passada. Os dois jogos serão disputados no início de agosto.

    O Palmeiras não fez a mais brilhante de suas apresentações no primeiro tempo, mas acelerou no segundo e atropelou o rival. Com a larga vantagem construída no Paraguai, jogou sossegado, administrando a grande diferença de gols. No entanto, como o Cerro Porteño não teve coragem para atacar, os anfitriões o fizeram.

    A produção ofensiva aumentou a partir da entrada de Rony, que substituiu o lesionado Rafael Navarro, com um problema na coxa, aos 33 minutos da etapa inicial. O camisa 10, um dos quatro preservados de início, foi protagonista de duas chances em dois minutos. Desajeitado, errou uma finalização na pequena área e provocou o escanteio que gerou o gol. No lance, Raphael Veiga cruzou para área e Samudio marcou contra, aos 36 minutos. Gabriel Menino pôde aumentar no fim do primeiro tempo, mas chutou para fora.

    No segundo tempo, o Palmeiras encontrou mais espaço para atacar, uma vez que o Cerro Porteño, disposto a se despedir do torneio com dignidade, resolveu tentar balançar ao menos uma vez as redes. Não conseguiu, no entanto, e, para piorar, saiu de campo com uma goleada sofrida.

    Rony foi às redes aos 27 minutos para anotar o segundo, provou que as cobranças, muitas vezes, são exageradas e reforçou que gosta mesmo de jogar a Libertadores. O atacante recebeu de Mayke e tocou na saída de Jean. Dois minutos depois, o camisa 10 serviu Breno Lopes, que anotou o terceiro. O Palmeiras acelerou e, aos 32, Gustavo Gómez fez o quarto, transformando o tranquilo triunfo em goleada. Foi de cabeça o gol do defensor paraguaio.

    O auge da noite ainda estava por vir. Saiu, enfim, o tão desejado gol de bicicleta de Rony. A espera valeu a pena porque foi um golaço. O atacante ajeitou o corpo, esperou a bola chegar depois de sair dos pés de Breno Lopes e mandou no ângulo esquerdo para selar a noite perfeita do atual campeão continental.

    FICHA TÉCNICA:

    PALMEIRAS 5 X 0 CERRO PORTEÑO

    PALMEIRAS – Weverton; Mayke, Gustavo Gómez, Luan e Piquerez; Danilo (Kuscevic), Gabriel Menino (Zé Rafael) e Raphael Veiga (Atuesta); Dudu (Breno Lopes), Wesley e Rafael Navarro (Rony). Técnico: Abel Ferreira.

    CERRO PORTEÑO – Jean; Espínola, Riveros, Patiño e Rodríguez (Vargas); Galeano (Gavilán), Piris da Motta (Damiãn), Carrascal e Aquino (Nogueira); Samudio e Marcelo Moreno (Oviedo). Técnico: Arce.

    GOLS – Samudio (contra), aos 36 minutos do primeiro tempo. Rony, aos 27 e aos 37, Breno Lopes, aos 29, e Gómez, aos 32 minutos do segundo tempo.

    CARTÕES AMARELOS – Gabriel Menino, Patiño, Danilo, Rony.

    ÁRBITRO – Patricio Loustau (Argentina).

    RENDA – R$ 2.986.884,55.

    PÚBLICO – 37.431 pagantes.

    LOCAL – Allianz Parque, em São Paulo (SP).

    Últimas