Rodoviários conseguem retorno dos cobradores para todas as linhas atendidas pela Cidade Real

13/jan 10:12
Por Janaina do Carmo

Após a paralisação de 24 horas, os rodoviários da Cidade Real conseguiram o retorno dos cobradores para todas as linhas de ônibus atendidas pela empresa. A volta desses profissionais era uma das reivindicações dos trabalhadores que após a paralisação retornaram ao trabalho na manhã desta quarta-feira (13).

Leia também: Rodoviários e empresa entram em acordo e ônibus voltam a circular

Além dos cobradores, eles também conseguiram a volta do pagamento dos feriados, sem a cobrança de avarias, o pagamento do dia parado integralmente, entre outros. “Nossa luta é pelo fim da dupla função. Vamos levar esse assunto nas discussões do dissídio para que todas as empresas de ônbius cumpram a lei municipal que proíbe a dupla função dos motoristas na nossa cidade. Foi uma vitória trazer os nossos amigos cobradores para trabalhar, isso já dá um ganho de tempo e conforto para os passageiros e também para os motoristas”, comentou um rodoviário.

A lei que pôs fim a dupla função começou a valer em 2009, depois de ser aprovada na Câmara Municipal. De autoria do ex-vereador Leandro Azevedo (PSD), a legislação prevê que todos os ônibus do transporte público que circulam na cidade – exceto os executivos com tarifa diferenciada – contem com o motorista e o cobrador. O retorno dos profissionais, de acordo com a lei, deve acontecer de forma gradativa. As empresas poderão fazer as contratações de forma escalonada em, pelo menos, 20% ao ano, com limite máximo de cinco anos.

De acordo com os rodoviários, nem todas as reivindicações para por fim a paralisação foram atendidas e eles aguardam agora a convenção coletiva da categoria para firmar um novo acordo. “A empresa cedeu em alguns pontos o que permitiu a nossa volta ao trabalho. Vamos aguardar a convenção com todos os trabalhadores e empresas de ônibus”, disse um rodoviário. A convenção está marcada para fevereiro.

Últimas