Relatório da Saúde apresentado na Câmara mostra queda nas metas e baixo aproveitamento

04/jun 03:30

Quase passou mal em plenário em seu discurso mais raivoso desde o início da legislatura o vereador Mauro Peralta, ainda que ele seja da base do governo interino de Hingo Hammes.  Ele quer que se encontrem os culpados pelo estado da saúde no município citando tomógrafo ainda não instalado no HMNSE, bolsas de colostomia inapropriadas adquiridas e falta de médicos em 17 postos de saúde.   A gente só lamenta que o discurso tenha sido feito no dia seguinte à sessão em que o secretário de Saúde Aloísio Barbosa e equipe, estiveram no plenário.  Já podia ter se indignado cara a cara.

Perdidos

A apresentação do relatório da Saúde no quadrimestre na Câmara de Vereadores deixou claro que há um declínio na prestação de serviços e programas, baixo aproveitamento e metas não cumpridas.  Foi uma saia justa a exibição dos números e também da antecipação do relatório aos vereadores, documento preenchido com XXX no lugar de números que deveriam ser contabilizados. É como diz um Partisans: mais perdidos que vesgo em jogo de tênis de mesa.

Exoneração

Pode ser apenas coincidência, mas logo após a audiência pública de apresentação da gestão da saúde no quadrimestre, na Câmara de Vereadores, a superintendente de Administração, Finanças e Recursos Humanos da Secretaria de Saúde, Michele Lago Firme, foi exonerada pelo prefeito interino Hingo Hammes.

Sério?

Mas o prefeito interino Hingo Hammes também não ficou nada satisfeito com o relatório que expôs o baixo aproveitamento de vários procedimentos na saúde sem atingir números mínimos. Nem mesmo um apanhado da manutenção das atividades foi feito. Hingo anunciou, via vereadores, que passado o feriadão vai ter reunião com Aloísio Barbosa, secretário de Saúde. Mas péra: vai esperar passar o feriadão? 

Contagem                                                                                                                               

Petrópolis está há 150 dias sem prefeito eleito pelo povo.

E depois de denunciarem em redes sociais o estado do cercadinho na Rua Teresa – já nem era bonito quando Bomtempo lançou esta novidade – empresários foram lá e eles próprios retiraram as madeiras podres. E agora vão providenciar um novo local para os compradores da rua darem uma relaxada.

Dívidas do HAC

Pela segunda vez os representantes da Saúde, questionados sobre o montante de dívidas do Hospital Alcides Carneiro, responderam em plenário, na Câmara, na reunião de análise da aplicação dos recursos da Saúde que “não se lembram de cor”. Então vamos combinar: dá uma decorada que na próxima reunião quando perguntarem de novo já estarão aptos a informar.  Mas, para ajudar: são cerca de R$ 230 milhões.

Não muda nada?

Sobre a demora de mais de uma semana para resultados dos testes de quem procura atendimento específico para a covid-19, o secretário de Saúde, Aloísio Barbosa, disse que “não muda nada. Se for leve vai para casa com indicação de isolamento e com grau médio ou mais grave já sai internado”.  Mas como não muda nada, senhor?  Como acompanha esse pessoal que pode ir contaminado pelo caminho, até mesmo indo de ônibus para casa? Muitas das vezes não tem atestado médico e a pessoa continua trabalhando!

Ainda a marca ‘Bauern’

Sobre o registro da marca Bauernfest pelo Clube 29 de Junho a gente frisa que a prefeitura orientou que os vereadores não tocassem no assunto e apenas Gil Magno se manifestou. E o Clube 29 de Junho disse que iria ceder os direitos da marca à prefeitura. Pois não cedeu e queria fazer um documento de permissão de uso apenas. Por causa disso a prefeitura contestou o registro de marca no Instituto Nacional de Propriedade Industrial. Depois dizem que a gente fala demais…

Direto e reto

E o deputado federal Hugo Leal não está para brincadeiras, mesmo não sendo mais presidente estadual do PSD. Em seu status no whatsapp tascou: “aberto ao diálogo, mas, por favor, sem conversa fiada”.

Recordar é viver

E o vereador Marcelo Lessa lembrou o passado, quando sua mãe ia para a fila às 3h da manhã para pegar um número para consulta média. Ô Lessa, não é coisa do passado, não. Às 2h da manhã tem fila na UBS Independência. Dá uma chegadinha lá.

A Praça da Liberdade pelas lentes de José Renato Lisboa Cordeiro.

Fake

É mesmo cíclico. De tempos em tempos aparece um monte de perfil fake pedindo amizade em redes sociais. Voltou a rolar agora. Será um preparatório para as eleições suplementares?

Esquecimento

Já tem seis meses da nova legislatura e ninguém fala em cassar o mandato do vereador Dudu, um mote de campanha para muitos.

Contatos com a coluna: lespartisans@tribunadepetropolis.com.br

Últimas