Processo seletivo para contratação temporária de 335 professores vence em 90 dias

10/maio 02:00

Aquele processo seletivo aberto por Bernardo Rossi para contratação temporária de 335 professores está para vencer. Como foi homologado em agosto e tem validade de um ano, vence agora daqui a três meses. A secretária de Educação, Márcia Palma, disse que estariam convocados em março. E até hoje nada, ainda que faltem professores para as aulas online em várias disciplinas. Dizem que a resistência é para não ter a responsabilidade administrativa sobre este tipo de contratação. Os RPAs eram de responsabilidade dos diretores das escolas e não pesavam sobre a titular da pasta. Se o próprio governo interino Hingo Hammes não apertar a Educação…

Resto do resto

E a disputa agora é mesmo pelas raspas de asfalto, material usado para dar uma guaribada em estradas vicinais. A prefeitura está captando junto à Concer a sobra de fresagem de obras na estrada. Enquanto isso, o que sobra da obra da União Indústria entre Pedro do Rio e Posse, obra do DER-RJ, estaria indo para Areal.

Planejamento

Partisans, cascudos que somos, já vimos todo tipo de anúncio por parte do poder público.  Inclusive quando choram várias vezes o mesmo defunto anunciando etapa por etapa de algumas ações. Agora, anunciar que está “planejando a reforma do Pronto Socorro do Alto da Serra” é meio demais, né?

Nova alta

As mortes pela covid, depois de uma alta absurda em abril com 255 óbitos, vão baixar agora em maio. Aliás, já deram uma boa reduzida, porém podem voltar a subir mais para o final do mês quando teremos o resultado das aglomerações familiares por conta do Dia das Mães, ontem.  É o que dizem os infectologistas.

Mais R$ 1 milhão

Além de entregar um checão de R$ 3,8 milhões à prefeitura, fruto de economias do ano passado e deste ano, os vereadores vão entregar chequinhos simbólicos para cada secretaria onde as verbas devem ser usadas. Vai ser foto que não acaba mais.  Depois disso, ainda no primeiro semestre, vão devolver mais R$ 1 milhão. 

Letícia Laranja em ensaio fotográfico assinado por Niq Rodrigues.

Roda gigante

É, o mundo dá voltas mesmo. Pessoas que eram, digamos, dispensadas por Bernardo Rossi ex-prefeito, agora estão cotadíssimas para serem seus melhores amigos. É tanto café aqui e ali… Sinal de que está mesmo precisando de apoio.  Como diria o filósofo o mundo é mesmo uma roda gigante.

Termômetro

O tom da displicência da população e do poder público deve ser medido, sempre, pela Rua Paulo Barbosa. Lá é o espelho de toda a cidade. E na sexta de manhã tinha filas dos bancos lotadas e gente aglomerada, carros estacionados irregularmente em fila dupla, ônibus parando longe das calçadas, ambulantes vendendo de um tudo, caminhões descarregando em qualquer lugar e pessoas pedindo nos sinais.

Contagem

Petrópolis está há 127 dias sem prefeito eleito pelo povo.

Letalidade

Ainda que abril tenham 531 óbitos, de diversas causas, um aumento de 127% sobre o mesmo período do ano passado e que entre essas mortes 255 são relacionadas à covid, ainda é grande quantidade de negacionistas na cidade. E a prefeitura ainda não se posicionou sobre a taxa de letalidade de Petrópolis a 3,04%, maior do que a média nacional de 2,73% e o que pretende fazer para baixar este triste índice.

E a vista do alto da Caxambu pelas lentes de Vitinho Miguez.

Vai dar polêmica

A Câmara dos Deputados aprovou o projeto que cria um sistema de cobrança proporcional aos quilômetros rodados para o pagamento de pedágio. Mas, a proposta, que vai à sanção presidencial, muda a lei que concedia isenção de pedágio para moradores das cidades onde estão as praças de cobrança. Pelo projeto, todos devem pagar tarifas, mas elas seriam menores para quem usasse trechos curtos e maiores para os usuários de toda a rodovia.

Não foi por falta de aviso

A CPI que investiga a renovação de contrato com a SinalPark – empresa que gerencia o estacionamento rotativo – por mais uma década e isso que com cinco anos de antecedência está mantendo tudo em sigilo. Mas, sempre tem uma boca de balde, né? Eis que o comentário é que o negócio é de arrepiar os cabelos.  Bem que a gente avisou no passado que a rotatividade (com trocadilho, por favor) dos presidentes da CPTrans até que se achasse alguém para colocar o CPF para rolo ia dar ruim.

Dívida recorde no cartão

O número de famílias endividadas no país alcançou recorde histórico em abril. Pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo aponta que o percentual de brasileiros com dívidas chegou a 67,5% no mês. E as dívidas feitas por meio do cartão de crédito, somam 80,9% do total de famílias.

Contatos com a coluna: lespartisans@tribunadepetropolis.com.br

Últimas