Prêmio Argila destaca as melhores produções do audiovisual petropolitano; confira os vencedores

  • Continua após o anúncio
  • Continua após o anúncio
  • 04/ago 14:40
    Por Redação/ Tribuna de Petrópolis

    A cerimônia de entrega do Prêmio Argila do Audiovisual Petropolitano aconteceu nesta terça-feira (3) de forma virtual no canal do Youtube da Petrópolis Film Comission. O evento tem como objetivo reconhecer e valorizar os trabalhadores do setor audiovisual. Foram premiadas obras produzidas na cidade ou feitas por petropolitanos entre 2020 e 2021. A votação nos filmes durou um mês e registrou mais de 6 mil visualizações. O filme mais curtido teve 1.203 visualizações e recebeu 477 curtidas.

    Vencedores

    • Melhor Filme Júri Popular

    Sr Lino e a sinfonia das badaladas da jornalista Carolina Freitas 

    • Melhor Edição e Montagem

    Pa Rir de Andressa Hazboun

    • Melhor Fotografia

    Cassandra de Cissa Borges

    • Melhor Direção e Roteiro

    A incrível aventura das sonhadoras crianças contra Lixeira Furada e Capitão Sujeira de Beatriz Ohana

    • Prêmio Especial do Júri

    Lendas do Rio São Francisco para crianças (de todas as idades) de Raquel Theo, Rose Assis e Rafael Bisbis.

    Todos os dez selecionados receberão um cachê de exibição e os vencedores nas quatro categorias, o troféu Argila. Os filmes premiados retornam para o canal da Petrópolis Film Commission entre 04 e 07 de agosto.

    Sobre o Prêmio

    O Prêmio Argila visa exibir e premiar esta nova safra de filmes petropolitanos, de forma a incentivar a produção local e homenagear o Acervo Cesar Nunes como importante referência do Audiovisual Petropolitano.

    “Especialmente nos últimos dez anos nota-se um aumento na produção de diretores petropolitanos e sua consequente participação em diversas atividades, como cineclubes, mostras, festivais, fortalecendo a cadeia produtiva local e divulgando o nome da cidade em outros locais.”, Aline Castella, membro da Petrópolis Film Commission e Coordenadora do Prêmio.

    Próximas edições

    A premiação continuará a ser realizada anualmente. A partir de 2023, obras do ano anterior poderão concorrer. A cada edição, também haverá um homenageado, que tenha tido relevância e notório reconhecimento do audiovisual petropolitano. Em 2022, o escolhido foi o Acervo César Nunes, composto por mais de 1.800 filmes realizados pelo jornalista César Nunes, dos quais 540 foram sobre Petrópolis.

    Últimas