Prefeitura vai contratar para a Educação sem concurso

26/ago 02:06

Cabeças coroadas da gestão interina de Hingo Hammes decidiram que vão terceirizar a contratação de funcionários para a Educação.  Vão contratar uma empresa, em caráter temporário, e ela vai fazer as contratações. A meta é contratar inspetores, auxiliares de serviços gerais e educadores para educação infantil. Seria assim perto de mil pessoas. Isto para substituir os RPAs que, com o início da pandemia e sem aulas, foram sendo desligados. Mas, uma dúvida cruel acomete os Partisans que não entendem nada de direito público (a gente até acha melhor perguntar ao ministério público): pode mesmo contratar empresa sem licitar?  

Alguém sabe explicar?

A tal contratação da empresa é comemorada pelos secretários e pelos vereadores como uma espécie de fim da crise na Educação.  Também não entendemos muito bem essa parte. Supondo que se possa contratar uma empresa sem licitação para empregar pessoas no poder público. Mas, até estar todo mundo contratado, treinado, sabendo onde vai trabalhar… vai levar uns 40 dias no mínimo, né?  Considerando que estamos praticamente em setembro e que também ainda nem compraram merenda, as aulas presenciais iniciam em outubro?

Voltando às origens

E Bernardo Rossi esteve uma semana em Brasília, segundo ele, conquistando coisas para Petrópolis e a região. Voltou e nem fez um balanço.  Mas, a gente faz: agora subsecretário estadual das Cidades, Bernardo foi despachar com Leonardo Picciani que voltou a cargo de deputado federal. Ex-ministro dos Esportes, Picciani tem excelente entrada na pasta e pode trazer mais coisas para Petrópolis, afinal, o Centro Esportivo do Caxambu, complexo imenso, foi ele quem conquistou para a cidade.

Trocando de pasta

Tanto que o Esporte pode ser uma bandeira bem melhor para Bernardo Rossi que ele estaria negociando com o governador Claudio Castro para assumir cargo de subsecretário de Esportes. Ai, casando com a influência de Leonardo Picciani no assunto… formou: mais fácil garantir  a eleição para deputado estadual ou talvez para prefeito…

O que o prefeito interino Hingo Hammes quis nos mostrar com essa publicação? Que a prefeitura vai distribuir água mineral?

Concorrência

Petrópolis precisa ficar atenta. Gramado confirmou que volta o Natal Luz,  de 28 de outubro de 2021 a 30 de janeiro de 2022. A cidade vai estar iluminada e estão previstos shows em espaços amplos e ao ar livre para que possam ser assistidos com distanciamento. Demais espetáculos terão capacidade de público reduzida.

Que flores?

Deu tristeza ver os turistas fotografando o Relógio das Flores no final de semana.  Onde estão as flores?

Paralelos

Bacana o asfaltamento da cidade, né? Mas, muitas ruas ainda – graças a Deus porque ajuda a permeabilidade do solo – são calçadas de paralelo. E afundam a olhos vistos. É cada depressão sem tamanho.  E a gente nunca vê a prefeitura fazendo qualquer manutenção.

Evasão

A denúncia é do vereador Junior Paixão e a gente concorda com ele. É imensa a quantidade de mansões em Secretário que recolhem apenas  Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR), muito mais barato do que o IPTU. “Há mais hidrômetros do que carnê de IPTU”. E é verdade.  

Contagem         

Petrópolis está há 237 dias sem prefeito eleito pelo povo.

Arrependido

Mauro Peralta, vereador estreante, está arrependidíssimo de ter escolhido seu gabinete no andar terreno da Câmara. Disse que se soubesse que todo dia cidadãos bateriam na sua porta pedindo ajuda para resolver problemas de exames tinha escolhido ficar no terceiro andar do prédio.

Nenhum dos dois

Tem um Partisans que tem feito sucesso com uma tirada sobre as eleições de 2022 e a previsível polarização entre Lula e Bolsonaro: “em 2022 é nenhum dos dois”. E ele avisa: “se algum marqueteiro usar o slogan quer royalties”.

Barrados

Toda sexta-feira o prefeito interino Hingo Hammes faz reunião de secretariado para debater as questões, claro, do Executivo. E os vereadores como Marcelo Lessa e Domingos Protetor estão chorosos reclamando que a Câmara também precisa participar. Mas, gente… tudo bem que ele é ‘um dos vereadores lá’, mas precisar ter uma separação dos poderes,né?

Um lugar desses… e fica em Petrópolis: Vale da Lua clicado por Bruno Soares.

Contatos com a coluna: lespartisans@tribunadepetropolis.com.br

Últimas