Ponto eletrônico começa a funcionar na Saúde dia 1º de Setembro

28/ago 01:31

Agora não tem choro nem vela: a partir do dia 1º de setembro o ponto eletrônico vai funcionar em todas as 75 unidades de saúde de Petrópolis incluindo hospitais, Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Postos de Saúde da Família (PSFs), nos Centros de Atenção Psicossocial e em todas as instalações da Saúde, incluindo as áreas administrativas. O sistema acusará falta e atrasos e conta ainda com câmeras de monitoramento, instaladas junto a cada aparelho de biometria.  Vale para todos os 3,5 mil funcionários da saúde, inclusive médicos e cargos comissionados.

Lentidão

Vamos ser justos que não é uma iniciativa da gestão interina de Hingo Hammes. Foi um Termo de Ajustamento de Conduta assinado com o Ministério Público ainda no governo Rubens Bomtempo. Bernardo Rossi quando prefeito licitou os equipamentos que estavam prontos em setembro de 2019. Porque não funcionaram antes é que não se sabe.

Evasão

Sobre isso o vereador Mauro Peralta já vaticinou: “vai reduzir ainda mais o número de médicos no sistema público municipal”. Mas, inocentes que somos, ficamos pensando: porque será?

Cheio de mágoas

Uma pessoa que já esteve no falecido Instituto Municipal de Cultura e Esportes ajudou horrores a equipe do interino Hingo Hammes a montar o novo instituto. Recebeu na ocasião uma promessa de cargo, de “assessor técnico de planejamento e captação”. Até agora, nada.

Tá feia a coisa

Será que não haveria uma sobrinha de asfalto para colocar ali na Coronel Veiga e Washington Luiz? Porque nestas ruas só com veículo lunar. Mesma coisa a Avenida Koeler, onde fica a sede da prefeitura. É uma colcha de retalhos de tanto tapa buraco.

Contagem         

Petrópolis está há 239 dias sem prefeito eleito pelo povo.

Bernardo nos Esportes

Vocês tão achando que esse lance de Bernardo Rossi deixar o cargo de subsecretário estadual das Cidades para ser sub na pasta de Esportes é brincadeira? Não é, não. O troço está rolando e se vingar vai ser a pernada das pernadas em Leandro Azevedo que ocupa um cargo da Suderj e seria, então, subordinado de Bernardo.

Leandro-Rossi

Porém, tem outra possibilidade. Tem gente que acredita que podem ficar amigos e vir aí a chapa Leandro-Rossi. Mas isso os Partisans acham que não tem chance. Não que Bernardo não queira. Quem vai rejeitar é o professor Leandro Azevedo.  

A petropolitana Silvana Coelho foi convidada pelo secretário estadual de Envelhecimento Saudável, Antônio Pedregal, para a inauguração do Espaço de Interação de Convivência para Idosos, em Copacabana. Silvana, especialista em envelhecimento, com 26 anos de experiência no setor, fez a palestra de abertura do evento.

Acelera, Quintal!

Olha, o petropolitano Matheus Quintal, secretário estadual de Assistência Social, tem a faca e o queijo nãos mãos se quiser ficar mais conhecido na cidade mostrando trabalho. Candidato a prefeito em 2020 com pouco mais de cinco mil votos, Quintal tem potencial em uma próxima. Se ele traz para cá projetos que o governo do Estado tem outras cidades e na capital, ele vai dar trabalho. Uma ação social em Olaria já mostrou a multidão que reúne.

Bastidores

A gente acha que ele anda comendo mosca, mas nem tanto assim. Ele já teve uma reuniãozinha com Denise Quintella, ex-secretária de Assistência Social na gestão de Bernardo Rossi, uma indicação do falecido Paulo Igor.  O ex-prefeito já soube e, por sinal, ficou chateado. Mas, não apenas com ela. Bernardo anda ficando meio triste com correligionários sendo abordados por outros políticos.

Dúvida cruel

Sobre a prefeitura contratar uma empresa, sem licitar, para terceirizar mão de obra na Educação – cerca de mil cargos de merendeiros, auxiliares de serviços gerais e educadores de educação infantil – ficamos pensando: pode até ser uma contratação emergencial, mas essa é sempre a última (e pior) opção.  Lá trás, quando foi feito um processo seletivo, em abril de 2020, para a contratação de 350 professores porque não se abriu uma licitação para terceirizar o pessoal de apoio se já se sabia que, sem os RPAs, a pasta não conseguiria colocar as escolas em funcionamento?

Mais RPAs?

E o vereador Junior Coruja se convalesce de mais uma infecção pela covid, mas a gente não vai poder aliviar essa… Ele indicou que a prefeitura contrate funcionários para a Secretaria de Obras. Mas, sem concurso vereador? Não pode, não.

Por do sol no Castelinho do Morin, uma foto deslumbrante de Thays Vivarini.

Contatos com a coluna: lespartisans@tribunadepetropolis.com.br

Últimas