Plataforma divulga lista dos 25 nomes mais populares de cães no Brasil

  • 08/03/2018 16:45

    Escolher o nome para um animal de estimação nem sempre é tarefa fácil. Tem gente que acredita que o nome ajuda a definir a personalidade do animal, enquanto outros vão pela intuição, e dão o nome que mais combina com a carinha peluda deles. Nomes próprios, apelidos e até nomes de comida, por mais originais que sejam, acabam caindo na lista dos mais comuns entre os animais. 

    A DogHero, maior plataforma para hospedagem de animais no Brasil, levantou entre seus 280 mil clientes cadastrados pelo país os nomes preferidos pelos tutores de cães. O Pet Senso 2017 revelou os 50 nomes mais usados no ano passado. Na pesquisa, é possível consultar pelo nome do seu cãozinho, raça, gênero, idade ou até mesmo região do Brasil. 

    No estado do Rio de Janeiro, os 10 nomes mais populares entre os cães são: Mel, Nina, Thor, Luna, Lola, Luke, Bob, Bela, Mag e Amora. Nesta segunda edição do Censo Canino também revelou as raças mais populares. O Vira-lata, Shih tzu e Yorkshire ocupam os três primeiros lugares no ranking, representando quase 40% dos cachorros. Em seguida vem o Poodle, Lhasa apso, Maltês, Golden Retrivier, Labrador, Pug, Dachshund, Pinscher, Schnauzer, Spitz Alemão, Beagle, Border Collie, Buldogue Inglês, Cocker Spaniel, Chow chow e Pitbull. 

    Como escolher o nome para seu pet

    O nome que o tutor escolhe para o cão ou gato é mais importante do que muitas pessoas imaginam. Sempre escolha um que possa ser ensinado e que ganhe a atenção deles assim que for chamado, porque é através dele que a relação com seu pet será associada pelo resto da vida.

    Alguns especialistas indicam alguns nomes mais apropriado (e outros menos) para chamar o seu animal. Nomes que incluam a vogal “i” são geralmente chamados num tom mais alto, agudo e energético. Nomes com consoantes fortes, como “s”, “c” ou “k”, ou terminem numa vogal, também parecem obter melhores respostas por parte dos animais. 

    Não tem problema nenhum escolher um nome divertido e pouco usual. Mas talvez não surta o mesmo efeito de alerta, e o pet pode demorar mais para aprender. Mas fique tranquilo, alguns especialistas explicam que é mais importante a forma como o cão é chamado, do que o nome em si. 

    A recomendação é que seja escolhida uma palavra fácil de pronunciar. Escolha um nome positivo, o tutor e o pet devem se sentir felizes e não incomodados quando o chamam pelo nome. Outra dica importante é não assemelhar a outras palavras que o seu cão ou gato ouça diariamente em casa. Da mesma forma, não é indicado chamar o animal constantemente num contexto negativo e de punição. Quando isso acontece, acaba acionando nele uma resposta de medo, ainda que não seja essa a intenção. 

    Últimas