Petropolitanos se encantam com exposição de carros antigos

  • 02/04/2017 09:00

    A exposição de carros antigos atraiu um grande público ao Museu Imperial de Petrópolis, durante todo o dia de ontem, pessoas apaixonadas por carros que foram ver de perto modelos como o La Salle de 1939 ou ainda Olds Mobile de 1946. Entre os muitos adultos apaixonados por carro, Bernardo Vieira de sete anos, completados ontem e como um dos presentes de aniversário, teve a oportunidade de ver de perto carros que conhece entre seus carrinhos de brinquedo ou em fotos. 

    Renato Vieira, 36 anos, pai de Bernardo, disse que quando viu a notícia da exposição dos carros antigos nas redes sociais, decidiu levar o filho, aproveitando que era seu aniversário. “Gostei de todos, nunca tinha visto de perto”, afirmou Bernardo que também acompanhou a chegada dos carros antigos ao Museu Imperial, vindos do Rio de Janeiro. 

    José Cândido Muricy Neto, 82 anos, não esconde o orgulho que sente ao ver as pessoas ao redor ou perguntando sobre o seu La Salle, série 5019, de 1939, com motor V8 e 125 cavalos. Ele conta que aprendeu a dirigir neste carro que era de seu pai. Para ele, carro não é para ficar guardado e por isso, além das idas e vindas pelas estradas brasileiras, já percorreu 10.700 quilômetros, saindo do Rio indo até Santiago do Chile. 

    A exposição foi promovida pelo Veteran Car Club do Brasil – Rio de Janeiro, que está comemorando 49 anos e já prepara as comemorações de seus 50 anos. Gustavo Carneiro Tostes, presidente do Clube fundado em 1968, disse que eles constantemente promovem encontros em várias regiões do Brasil e procuram sempre locais que tem a ver com a história. O Museu Imperial foi escolhido depois de uma conversa com a Prefeitura, quando o Clube manifestou o desejo de fazer a exposição na cidade, lembrando que promoveram um rally com saída do Museu.

    O diretor do Museu Imperial, Maurício Vicente Ferreira Júnior disse que a instituição abriu as portas para exposição de carros antigos, como uma forma para homenagear os colecionadores. Ele afirmou que os museus são feitos com doações de colecionadores particulares. “Com esta atitude queremos mostrar a importância desta prática”, afirmou o diretor. 


    Últimas