Petrópolis tem quatro casos suspeitos de coronavírus: outros quatro já foram descartados

  • 13/03/2020 11:58

    A Secretaria Municipal de Saúde de Petrópolis informou na manhã desta quinta-feira que subiu para quatro o número de casos suspeitos de coronavírus na cidade. Trata-se de um casal que está internado, em isolamento, no Hospital Santa Teresa e de outros dois pacientes que procuraram unidades de saúde do município (UPA Centro e HST) na quarta-feira (11). Outros quatro casos notificados pelo município à Secretaria Estadual de Saúde foram descartados após exames.  

    Leia também: Rio confirma o primeiro caso de transmissão local de coronavírus

    O casal internado no HST já passou por exames e aguarda os resultados. Os dois retornaram de uma viagem ao Egito no último dia 6 de março, parando em escala nos EUA. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o paciente atendido na UPA é uma mulher de 57 anos que procurou a unidade de saúde na manhã nesta quarta-feira. Ela relatou uma viagem a Portugal e, no regresso ao Brasil, fez escala em Madrid. Após atendimento inicial, ela foi liberada e mantém isolamento temporário em casa.

    O quarto paciente com sintomas foi atendido na noite de quarta-feira (11/03) np Hospital Santa Teresa. É um homem de 68 anos que deu entrada com sintomas leves. Ele voltou, esta semana, de uma viagem a Orlando, nos Estados Unidos. Após atendimento, foi liberado e aguarda o resultado dos exames em casa.

    Sinais clínicos e epidemiológicos:

    Segundo protocolo do Ministério da Saúde são pacientes suspeitos de Coronavírus pessoas que apresentem sintomas como febre, tosse, falta de ar e dor no corpo e que tenham viajado para países onde foram confirmados casos da doença.

    Prevenção ao coronavírus:

    Lavar as mãos com água e sabão com frequência e evitar levar as mãos aos olhos, nariz e boca;

    Quando não for possível lavar as mãos, usar o álcool gel 70º para a higienização;

    Não compartilhar objetos pessoais como toalha, copos, talheres, pratos e garrafas; 

    Ao tossir ou espirrar, cobrir a boca e o nariz.

    Usar lenço descartável; 

    Evitar locais aglomerados e sem ventilação;

    Evitar contato próximo com pessoas com sintomas da doença.

    Ouça o nosso podcast sobre o assunto, com entrevistas do Dr. Drauzio Varela e do Dr. Paulo César Guimarães:

     

    Últimas