Petrópolis é selecionada pelo Movimento Unidos pela Vacina e receberá suporte para rede de saúde pública

24/abr 15:34
Por Redação/Tribuna de Petrópolis

Petrópolis é um das cidades beneficiadas pelo Movimento Unidos pela Vacina e vai receber equipamentos para fortalecer a estrutura da vacinação contra a covid-19. Caixas térmicas, computadores, nobreaks, geladeiras, termômetros digitais e a laser, entre outros itens, estão entre os materiais que serão doados para equipar o sistema de saúde pública. A iniciativa é resultado do trabalho do Grupo Mulheres do Brasil, que busca o engajamento da sociedade para agilizar a imunização no país e garantir que todos os brasileiros sejam vacinados até setembro deste ano. Em Petrópolis, o movimento conseguiu o apoio da empresa Carl Zeiss para obtenção dos subsídios.

A expectativa é de que, com o reforço de material, a campanha de imunização contra a covid-19 ganhe maior proporção a partir da distribuição de lotes maiores de vacinas pelo Ministério da Saúde. Assim, espera-se ser possível a ampliação da imunização para faixas etárias com mais pessoas. O Movimento Unidos pela Vacina busca o apoio da sociedade e empresários de todo o Brasil. A escolha da cidade foi confirmada ao secretário de Saúde, Aloisio Barbosa da Silva Filho, em reunião por videoconferência na noite de quinta-feira (22/04) com representantes do movimento e da empresa que fará a doação dos equipamentos. A escolha de Petrópolis foi definida após o processo de seleção entre cidades de todos Brasil, que se cadastraram e prestaram informações.

“É uma notícia muito positiva para a cidade. Mantivemos contato com os representantes do movimento em reuniões, e a equipe da Epidemiologia prestou todas as informações solicitadas para conseguirmos este apoio. Agradecemos a todos os integrantes do Movimento Unidos pela Vacina e a empresa Carl Zeiss por este apoio. Este reforço de materiais será importante no planejamento da campanha, para fortalecermos a campanha na cidade quando lotes maiores de doses chegarem e for possível a ampliação da vacinação para faixas etárias com maior número de pessoas”, destaca o secretário Aloisio Barbosa da Silva Filho.

Ariane Trevisan Fiori, líder do grupo Mulheres do Brasil núcleo Rio de Janeiro e representante do Estado do Rio de Janeiro no Movimento Unidos pela Vacina, explica que o movimento reúne entidades, ongs, empresários e pessoas da sociedade civil que querem contribuir e ajudar no processo de vacinação.

“A gente identifica através da conversa e pesquisa com os municípios quais são as demandas e as dificuldades para agilizar o processo de vacinação, identificando em que mais, além da vacina, podemos ajudar para que ela chegue mais rápido ao braço de toda população”, explica. Ariane lembra que, a partir desta conversa inicial, o movimento busca empresas que possam adotar e entregar os produtos para agilizar a vacinação.

“A gente fica muito feliz de poder ajudar o município de Petrópolis, que vai ter toda a sua demanda atendida, assim como qualquer outro município do Rio de Janeiro. Nós estamos buscando atender todos os municípios”, conta Ariane, destacando que dos 92 municípios do Estado do Rio, 37 municípios apadrinhados por empresas que colaboram com o processo de imunização.

O prefeito interino Hingo Hammes destacou que a expectativa é de ser possível ampliar a vacinação na cidade. “Este apoio vem em boa hora, para que possamos preparar a rede de saúde para da cidade para uma campanha de vacinação em maior escala na medida em que recebermos um volume maior de doses”, destaca Hammes, enfatizando que a cidade tem no momento 50 mil pessoas vacinadas e retorno de idosos dentro do prazo estabelecido para segunda dose, com índice de 97,5%.

Últimas