Petrópolis continua na bandeira vermelha com alto risco para covid-19

01/maio 11:09
Por Luana Motta

O mês de abril foi o mais letal desde o início da pandemia, morreram 223 pessoas. Este número pode ser ainda maior, porque há 42 óbitos suspeitos em investigação, que podem ser confirmados nos boletins dos próximos dias. De acordo com o Mapa de Risco da Covid-19 da Secretaria de Estado de Saúde, o município se encontra, pela quarta semana, na bandeira vermelha com risco alto de contaminação da covid-19.

De acordo com os dados do Painel Covid-19 da Secretaria Municipal de Saúde, em abril foram confirmados 2.376 novos casos. Nesta sexta-feira (30), a taxa de ocupação dos leitos de UTI do SUS era de 78,99% e dos leitos clínicos 66,19%. No entanto, os dados em relação ao número de casos confirmados podem ser ainda maiores, há 2.477 casos em análise referentes ao mês de abril.

Leia também: Mais 15 óbitos por covid são contabilizados nas estatísticas oficiais

O Mapa de Risco da SES leva em consideração os indicadores sobre novos casos confirmados, variação no número de óbitos, ocupação dos leitos de UTI e clínicos regulados pelo Governo do Estado e o tempo de esgotamento desses leitos. A análise compara a semana epidemiológica 15 (11 a 17 de abril) com a 13 (28 de março a 3 de abril) de 2021.

Toda Região Serrana se encontra em bandeira vermelha. Os municípios de Nova Friburgo e São José do Vale do Rio Preto, vizinhos a Petrópolis, foram classificados com risco muito alto, na bandeira roxa. Na análise geral, o estado do Rio apresentou uma melhora nos parâmetros epidemiológicos e está classificado na bandeira laranja (risco moderado de contrair a doença). Na semana passada, o estado estava com a bandeira vermelha (risco alto). Quatro das nove regiões apresentaram melhora nos padrões: Centro-Sul, Metropolitana II, Litorânea e Norte saem da bandeira vermelha e passam à laranja. As regiões Metropolitana I, Noroeste, Serrana e Baía da Ilha Grande permanecem com bandeira vermelha. E Médio Paraíba segue na laranja.

Leia também: Risco para covid-19 cai de alto para moderado no estado do Rio

De acordo com a SES, os resultados apurados para os indicadores apresentados devem auxiliar a tomada de decisão pelos governos municipais, além de informar a necessidade de adoção de medidas restritivas, conforme o nível de risco de cada região.

Na bandeira vermelha é recomendado a adoção das seguintes medidas:

  • Isolamento domiciliar e monitoramento dos casos suspeitos e confirmados;
  • Proteção de grupos vulneráveis – Distanciamento social, garantia de acesso às necessidades básicas e acessibilidade aos serviços de saúde;
  • Reforçar medidas contra a transmissão da COVID-19 nas unidades de saúde;
  • Distância física, higiene e limpeza – Redução de contato, reforço em higiene e etiqueta respiratória;
  • Comunicação de risco – Fortalecer os processos de comunicação interna (entre os órgãos e profissionais) e comunicação externa (com o público);
  • Evitar atividades que gerem aglomeração de pessoas;
  • Suspensão de atividades escolares presenciais;
  • Proibição de qualquer evento de aglomeração, conforme avaliação local;
  • Adoção de distanciamento social no ambiente de trabalho, conforme avaliação local;
  • Suspender as atividades econômicas não essenciais definidas pelo território, avaliando cada uma delas;
  • Definir horários diferenciados nos setores econômicos para reduzir aglomeração nos sistemas de transporte públicos.

Últimas