Pelo menos três escolas particulares suspenderam as aulas presenciais após casos de covid

09/jun 17:37
Por Janaina do Carmo

Desde o retorno das aulas presenciais na cidade, no dia 3 de maio, pelo menos três escolas particulares suspenderam as atividades depois de confirmações de casos de covid-19. Nesta quarta-feira (9) foi a vez do Colégio Pensi, na Avenida Koeler, no Centro.

A escola enviou um comunicado aos pais e responsáveis pelos alunos informando a situação. A unidade vai ficar apenas com aulas online até o dia 21 de junho, respeitando assim o prazo de 14 dias.

No comunicado não é informada a função do profissional que testou positivo para coronavírus. De acordo com o Sindicato dos Professores de Petrópolis (Sinpro), outras duas escolas já tiveram que suspender as aulas presenciais: Alaor e Aplicação.

O sindicato está realizando um levantamento sobre os casos suspeitos e confirmados nas unidades que reabriram em Petrópolis. “O que temos percebido é que algumas escolas só estão suspendendo as aulas após a confirmação, mas no nosso entendimento isso deveria acontecer no momento em que há a suspeita. Tem unidades inclusive que apenas afastam o profissional das atividades ou suspendem as aulas de uma única turma ou turno. Esse não é o posicionamento que defendemos”, disse o coordenador geral do Sipro, Frederico Luiz Marmo Fadini.

Uma pesquisa online da Liga dos Educadores apresentada na segunda-feira (6) revelou que 80% da comunidade escolar não está segura com o retorno das aulas presenciais na cidade. A maioria defende a vacinação dos professores para um retorno seguro as salas de aula. O estudo entrevistou quase 500 pessoas entre profissionais da Educação, pais, responsáveis e alunos.

As aulas presenciais foram autorizadas pela Prefeitura de Petrópolis em maio, mas até o momento apenas unidades particulares estão recebendo os alunos para o ensino híbrido (aulas presenciais e remotas). Antes de reabrirem, as unidades passam por uma inspeção e recebem o Selo Escola Segura quando os requisitos são atendidos.

Em nota o Pensi informou que “suspendeu temporariamente, até o dia 21 de junho, as aulas presenciais da unidade de Petrópolis. A decisão foi tomada após a direção da unidade tomar conhecimento da confirmação do resultado positivo do teste para a detecção da COVID-19 em um de seus colaboradores. A direção do Pensi reforça que segue à risca todos os protocolos de segurança estabelecidos pela OMS e pelo setor de Epidemiologia da Vigilância Sanitária. Além disso, ressalta que a unidade de Petrópolis, bem como todas as demais unidades de sua rede, segue todas as recomendações do protocolo orientador para retorno das atividades escolares presenciais de Petrópolis”.

A Tribuna também questionou a Prefeitura sobre a quantidade, até o momento, de escolas fechadas por causa de casos suspeitos e confirmados de covid. Também questionou quais são as medidas adotadas nesses casos, mas até o momento não obtivemos resposta.

Últimas