Pancadaria na Câmara vira meme nas redes: Dudu, Gilda e Antônio Britto.

  • 25/07/2020 00:01

    Tempo quente 1

    E o pau quebrou na sessão que votou pela leitura do pedido de cassação de Paulo Igor, Ronaldão, Meirelles, Sorriso e Taboada. Engalfinharam-se Gilda, Dudu e Antônio Brito.  Dudu xingou seus pares de hipócritas: “todos os vereadores são investigados e querem se passar de santo. Tem pessoas aqui que são acusadas de fazer rachadinha em seus gabinetes”. E citou nominalmente Antônio Britto e Gilda Beatriz.  

    Tempo quente 2

    Antônio Britto disse que sofre investigação do Ministério Público pelos maus feitos dos demais. Botou  a peixeira na mesa e mandou: “não me meça pela sua  régua torta; não me mele com a sua lama e não queira me queimar com seu fogo.  Não frequento boteco e boca de fumo”, mandou ver pro vereador Dudu.

    Tempo quente 3

    Gilda, no entanto, perdeu o embate: “fui ali gravar uma live e o vereador Dudu estava falando de mim no plenário”, começou a discussão.  “Seja homem e repita o que você falou”, emendou. Mas, levantou a bola e Dudu cortou: “você é paga pra estar no plenário, não pra fazer live.  Seu show na internet só pode ser feito depois da sessão”.

    Acabará em pizza

    Mesmo com detalhes atualizados, a votação da cassação dos vereadores não deve mudar.  Paulo Igor, afastado, não vota, assim como Taboada. Mas, Ronaldão, Meirelles e Sorriso podem votar em cada um dos pedidos menos nos deles próprios. Assim, a cada votação são 12 votos (considerando o retorno de Chitão).  Pelas contas dos bastidores, até agora, vai dar 8 a 4 pela não cassação.

    Oportunidade

    Agora imagina três meses de processo de cassação?  Vai ter muita briga. Se colocar um piso adequado ali naquele miolinho do plenário dá pra fazer telecatch.

    Ficamos confusos:  o lance pendurado no pescoço é uma máscara ou uma sunga?

    300 chaves

    A prefeitura faz uma rápida “solenidade”  da entrega das chaves para as 300 primeiras famílias do condomínio Vicenzo Rivetti hoje, às 9h30.  Mas, não tem convidados, não. É só o prefeito Bernardo Rossi e passa a mão no toco.  Serão entregues chaves dos síndicos e gerentes do condomínio apenas. Os demais vão receber sem alarde dentro do cronograma de mudanças. Segundo a prefeitura, seria uma exigência da Caixa por causa da pandemia.  Porém, pode ser uma oportunidade pra não convidar outros políticos…

    Afinal, pode ou não pode?

    A TurisPetro, enfim, respondeu ao pedido do Convention Bureau para flexibilização das barreiras para clientes de restaurantes.  Marcelo Valente, secretário de Turismo, não disse nem que sim, nem que não. Nem ao menos um talvez.  Discursou sobre as ações da prefeitura e falou que o setor terá novidades daqui a 15 dias.

    Flexibilizando

    Falando nisso,  o prefeito Bernardo Rossi tem consultado com frequência a Saúde e a Procuradoria para flexibilizar mais áreas.  Nos últimos dias, no entanto, deu uma pisada no freio depois de várias cidades terem voltado atrás na reabertura da economia e até mesmo decretado lockdown.

    Números

    Não sei se alguém parou pra pensar, mas as chuvas de 1988 em número de vítimas – 134 – foi a maior tragédia recente da cidade. Os mortos pela Covid-19, já superaram a marca com 139 óbitos. Talvez diluídos em quatro meses não espante assim tanta gente.

    Mulheres

    Partisans ficam felizes em ver a participação feminina à frente dos partidos na cidade. No PSD tem Rosângela Stumf como presidente; Mônica Marinho, no PT e, no PSL, Dalle Amaral. Como pré-candidata a prefeita pelo PcdoB, Lívia Miranda. Mas, ainda é pouco gente. Clube do Bolinha ainda é forte na política.

    Antes tarde…      

    A prefeitura divulgou que a Secretaria de Desenvolvimento Econômico está fazendo um inventário que relaciona todos os prédios da cidade que podem receber novas empresas e também abrigar aquelas já existentes que precisam aumentar as suas produções. Com três anos e meio de atraso…

     

     

     

    Petrópolis é fantástica! Clique no Bonfim, de @anneddsouzaph.

    Últimas