Pais, professores e alunos estão inseguros para volta às aulas presenciais, diz pesquisa

06/jun 12:13
Por Janaina do Carmo

Uma pesquisa realizada pela Liga dos Educadores mostra o sentimento de insegurança de pais e responsáveis, professores e alunos no retorno as aulas presenciais em Petrópolis. O estudo foi realizado pela internet, por meio do Google Form, entre os dias 25 e 29 de maio, e 488 pessoas responderam ao questionamento. Desse total, 80% considerou estar inseguro em voltar as salas de aulas e 83% avaliou que as escolas não estão adequadas para receberem os alunos.

A pesquisa será apresentada durante live da Liga dos Educadores que acontece nesta segunda-feira (7) e será transmitida pelo Facebook na página @ligadoseducadores. A Liga foi criada em 2010 com um coletivo de educadores (em sua maioria professores) das redes pública e privada da cidade. O objetivo é discutir a Educação e influenciar a política pública da área no município.

Dentre as 488 pessoas que participaram do estudo da Liga dos Educadores, 55% eram profissionais da Educação tanto da rede pública quanto privada, 23% eram pais e responsáveis e 10% dos entrevistados eram estudantes. Outros 12% dos participantes tinham outros perfis.

A pesquisa também questionou se as pessoas são a favor ou contra o retorno presencial das aulas em Petrópolis. De acordo com o estudo, 72% só são a favor desse retorno quando os profissionais e estudantes estiverem vacinados. Cerca de 17% afirmaram que aprovaram a volta as aulas quando os profissionais da educação estiverem vacinados. Apenas 11% disseram que são a favor de um retorno presencial imediato, sendo esse percentual composto principalmente por pais e responsáveis.

O retorno presencial com sistema híbrido (presencial e remoto) foi autorizado pela Prefeitura no dia três de maio deste ano, depois de 14 meses de portas fechadas devido a pandemia da covid-19. Até o momento, apenas escolas particulares abriram as portas para receber os alunos. Elas foram inspecionadas e após receberem o Selo Escola Segura puderam retomar as aulas presenciais.

Das unidades do município, o Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio chegou a funcionar por alguns dias, mas devido à baixa adesão dos alunos as aulas foram suspensas e o conteúdo voltar a ser aplicado somente de forma online. Já entre as unidades da rede estadual, o governo do Estado ainda não autorizou a reabertura dessas escolas em Petrópolis.

A live da Liga dos Educadores vai contar com a participação da professora Glaucia Caire, como mediadora; o professor e pesquisador Philippe Guedon; o presidente do Comed, Jelcy Correa; e a professora e membro do grupo de trabalho que elaborou o plano de retorno as aulas Lívia Miranda. O evento tem início às 19h.

Últimas