Pagamento de R$ 150 milhões atrasados aos servidores ainda sem data

  • Continua após o anúncio
    Continua após o anúncio

  • 23/jan 02:34

    Nos idos de julho de 2021 o então prefeito interino Hingo Hammes anunciou que os 6,2% de reajuste dos servidores atrasados desde 2017 iriam ser pagos a partir deste janeiro. Cálculos iniciais davam conta de que seriam pelo menos R$ 150 milhões. Assim, prefeitura e sindicato dos servidores teriam acordado um parcelamento em 15 anos. Depois, o Sisep se disse surpreso com a intenção da prefeitura em transformar o retroativo em precatórios.  E até hoje nada ficou definido. Janeiro chegou e o funcionalismo não tem uma resposta sobre os atrasados.

    O sobe e desce dos secretários

    Rubens Bomtempo pode aproveitar a reforma administrativa e mudar alguns nomes de secretários. Para facilitar a visualização da equipe, fizemos um quadrinho:

    Imexível: Paulo Roberto Patulea, da Fazenda

    Sobe: Gil Kempers, da Defesa Civil, operacional, não dorme desde dezembro

    Descem: Jamil Sabrá, na CPTrans e Adriana de Paula, que ainda não mostraram serviço

    Fixos: Muniz, do Meio Ambiente, para cumprir acordo político e Karol Cerqueira da Assistência e Marcus Curvelo, da Saúde, da cota pessoal do prefeito

    Em estágio probatório: Ramon Mello, Administração e Diana Iliescu, Cultura.

    Que tiro foi esse? 

    A oposição tá deitando e rolando em cima do decreto baixado pelo prefeito Rubens Bomtempo estabelecendo estado de emergência por causa das chuvas.  E eles têm alguma razão, tirando a questão política. Afinal, a prefeitura não expôs o estrago em ruas e comunidades que justificasse um prejuízo estimado em R$19 milhões e que “pode chegar a R$ 60 milhões”, segundo o próprio governo. Falta mostrar onde são e qual a dimensão desses estragos. E mais: como se chega a essa conta que ainda pode triplicar? Que chute foi esse?

    Uivo dos Lobos

    O escritor carioca Rafael Martins lança hoje com sessão de autógrafos, de 9h30 às 12h, no Alforria Café, na Galeria Gelli, o romance “O Uivo dos Lobos”. O título foi destaque da editora Crystal Books na bienal do livro desse ano e conta a história de Ulisses, cujo amigo desaparece na noite de Réveillon sem deixar pistas, levando-o a descobrir obscuros segredos de família enquanto investiga seu paradeiro. Durante o evento, será sorteada um exemplar da obra e uma cesta especial de cafés.

    O carioca Rafael Martins que sobe a serra hoje para um lançamento delicioso: livro, com direito a sorteio de uma cesta especial de café.

    Receitas e dívidas

    E a prefeitura aprovou orçamento de R$ 1,3 bilhão para 2022. Mas, não se animem esperando muitos investimentos. São R$ 641 milhões comprometidos apenas com a folha de pagamento de servidores incluindo aposentados e pensionistas.

    Dinheiro de impostos

    Além dos repasses federais, as maiores receitas são dos impostos que todos nós pagamos. IPTU vai recolher R$ 129 milhões aos cofres da prefeitura; IPVA alcança R$ 45 milhões; Imposto de Renda recolhe R$ 49 milhões e ISS coloca nas cotas da prefeitura R$ 97 milhões.  É desses recursos que o morador da cidade quer prestação de contas.

    Apoio só com Pix

    Virou moda os pré-candidatos ouvirem da galera que eles têm pedido apoio, principalmente líderes comunitários: ‘só com Pix’. E tão errados?

    Novo quadro

    O impacto da covid na economia que, no passado foi com o fechamento total de atividades e muitas internações graves e mortes, foi substituído por um número maior de casos, de menor gravidade, mas com uma consequência direta: afastamento do trabalho.  Além de aumentar internações justo agora que muitos leitos foram desmobilizados, afeta diretamente as empresas.  E a gente não tá vendo nenhum plano para resolver isso.

    Nas horas vagas a secretária-chefe de Gabinete, Luciane Bomtempo, se dedica a um lado artístico: a produção de peças em cerâmica, que estão fazendo a mulherada curtir muito.  E as peças são produzidas há um ano, de forma artesanal e com lojinha própria no Instagram, a @uma_cerâmica.  Aqui, Luciane posando com uma pulseira, uma das peças recém criadas, com a secretária de Turismo, Silvia Guedon.

    Recordar é viver

    Nos idos de julho de 2021, o governo do Estado anunciou que iria construir 340 unidades habitacionais na cidade para vítimas das chuvas de um total de 1.088 na região serrana, investimento de R$ 350 milhões. Depois nunca mais se falou no assunto. Nem mesmo quando se completou 11 anos da tragédia de 2011.

    Só uma dica

    Longe de os Partisans causarem a intriga e a discórdia, mas já que os vereadores – da oposição, que fique claro – andam dizendo que vão questionar o decreto de Bomtempo que instituiu o estado de emergência, eles podem, caso não saibam, fazer lei desautorizando a medida ou limitando os efeitos. Por exemplo, não permitindo a dispensa de licitação. Não passa porque o governo tem maioria na Câmara, mas já dá uma movimentada.

    Contatos com a coluna: lespartisans@tribunadepetropolis.com.br

    Últimas