Paciente espera há dois meses por cirurgia de urgência para remoção de um rim no Alcides Carneiro

27/out 19:42
Por Luana Motta

O paciente Emerson Barbosa Augusto aguarda há dois meses uma vaga no Hospital Alcides Carneiro para fazer uma cirurgia de urgência para a remoção de um dos seus rins. A espera pelo tratamento começou há quase quatro anos, quando ele fez a primeira entrada de urgência no HAC por causa de uma infecção urinária. Ele precisou ser encaminhado para uma cirurgia, que levou quase dois anos para acontecer. A demora pode ter lhe custado um dos seus órgãos e, agora, ele vive na expectativa da liberação de uma vaga para internação no hospital.

Em junho, a Tribuna noticiou o caso de Emerson, que estava há dois anos aguardando a remoção do cateter. Dias após a publicação, ele recebeu o atendimento e passou pela cirurgia. Segundo o paciente, devido a demora na remoção do tubo, seu quadro de saúde se agravou e ele vai perder um dos rins. Agora, a corrida é para que a nova cirurgia seja feita o quanto antes. 

Emerson tem 48 anos, e tem distrofia muscular degenerativa – doença rara que provoca o atrofiamento dos músculos. Ele contou à Tribuna que todos os exames pré-operatórios já foram feitos e que ao entrar em contato com a Secretaria Municipal de Saúde, foi informado de que não há vagas para internação no HAC.

Em resposta à Tribuna, a direção do Hospital Alcides Carneiro não esclareceu por que há demora no atendimento e nem se há vagas disponíveis para internação. Mas disse que o caso do Emerson é um caso complexo, e que ele vem sendo acompanhado pelo setor de urologia e passou pelos exames necessários à cirurgia. E disse ainda que o procedimento está programado para a próxima semana. 

Últimas