OAB Petrópolis divulga nota de repúdio pela morte da advogada Patrícia Sá Fortes

25/jan 11:34
Por Redação/Tribuna de Petrópolis

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Petrópolis divulgou uma nota de repúdio pela morte da advogada e designer de interiores Patrícia Sá Fortes, que estava desaparecida desde a madrugada de sexta-feira(22) e foi encontrada morta neste sábado (23). Na nota, a OAB Petrópolis descreve o crime como um ato cruel e bárbaro contra uma mulher advogada. Patrícia era moradora da Estrada das Arcas, em Itaipava, e foi brutalmente assassinada após sair de uma festa com amigas.

No texto, a diretoria da OAB Petrópolis expressa solidariedade aos familiares de Patrícia, “na certeza de que a justiça será feita, assim como a continuidade do combate às violências que depreciam o viver em sociedade”, diz um trecho da nota.

A OABRJ também emitiu uma nota lamentando a morte da advogada. “Um crime chocante. Muito triste ver uma colega partir desta maneira absurda. Toda a nossa solidariedade à família e aos amigos”, afirma o presidente da OABRJ, Luciano Bandeira.

De acordo com a investigação da Polícia Civil da 105ª Delegacia e 106ª Delegacia, Patrícia foi sequestrada na casa onde morava, foi estrangulada e esfaqueada. O corpo foi deixando em uma região de mata, próximo ao Belvedere, na subida da Serra de Petrópolis, na BR-040.

O autor foi localizado neste sábado, na favela do Arará, no Rio de Janeiro. Ele confessou o crime e foi preso em flagrante por latrocínio e ocultação de cadáver. Segundo a polícia, o autor do crime era um ex-funcionário de Patrícia que veio até a Região Serrana para cometer algum delito porque estava precisando de dinheiro. O homem já tinha passagens por roubo, estupro e receptação.

Confira a nota da OAB Petrópolis:

Últimas