‘O Flamengo está em outro patamar’, repete Bruno Henrique, cutucando os rivais

26/fev 00:49
Por Estadão

Lá no futuro, quando perguntarem ou pesquisarem sobre quem fez o último gol da campanha do título do Flamengo no Brasileirão da temporada 2020, estará registrado o nome de Bruno Henrique. Apesar de nem sempre ser protagonista, o camisa 27 é vital para o time carioca, sempre dando enorme contribuição. Depois de aguentar provocações, o jogador deu uma cutucada, usada desde 2019 nos oponentes.

“A história não é como começa, e sim como termina”, disparou. “E o Flamengo está em outro patamar”, repetiu a frase usada após um 4 a 4 com o Vasco em 2019. A provocação não teve um destino certo agora, apesar de ter sido utilizada pelo rival Vanderlei Luxemburgo, treinador vascaíno, neste ano, após o clássico entre os clubes no segundo turno.

Depois de disparar sua provocação, o atacante foi mais sério para analisar o título e o jogo final. “Queríamos uma vitória para comemorar um ano difícil, no qual aconteceram muitas coisas como a pandemia, com tudo perfeito”, disse, lamentando a derrota por 2 a 1.

E fez questão de exaltar Rogério Ceni. “O Rogério pregou uma coisa que foi fundamental aqui em São Paulo, diante do Red Bull (Bragantino). Disse para o time focar que seria campeão no Morumbi. Não foi com vitória, mas o que importa é ser campeão.”

Sobre a campanha, lembrou dos sete pontos de distância para o São Paulo e avaliou que o time soube embalar após a oscilação inicial no Brasileirão. “A gente veio aos trancos, mas buscamos sete pontos de diferença e conseguimos chegar. Estamos de parabéns, fomos merecedores.”

Últimas