Número de casos de chikungunya dispara em 2019 e já chega a 620

  • Continua após o anúncio
  • Continua após o anúncio
  • 21/12/2019 12:25

    Com a chegada do verão, a preocupação com a proliferação do mosquito Aedes Aegypti aumenta. Nessa estação é comum o surgimento de mais notificações de casos de dengue, chikungunya e zika. Em Petrópolis, o número de casos de chikungunya disparou neste ano. Foram 620 casos confirmados, quase duas notificações por dia. Enquanto em 2018, foram apenas 10 casos.

    O número de registros de dengue e zika também aumentou em 2019. Enquanto, em 2018, foram 8 notificações de dengue, em 2019 foram 38 casos. Já a zika foram 7 casos em 2019 e apenas dois em 2018.

    Durante todo o ano, a Prefeitura promove o trabalho de combate aos vetores e orientação à população por meio de visitas domiciliares. Até o dia 30 de novembro, agentes da Vigilância Ambiental visitaram 123 mil imóveis. Além disso, o último Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti e Aedes albopyctus (LIRAa) feito em outubro, visitou quatro mil imóveis. Foram encontrados focos do mosquito no Independência, Mosela, Carangola, Bonsucesso, Araras, Madame Machado e Vila Rica. 

    A Prefeitura orienta que a população coloque em prática os 10 Minutos Contra a Dengue, identificando e eliminando os criadouros de mosquito em suas residências. No verão, a as ações educativas serão intensificadas pela Vigilância Ambiental. Segundo a Prefeitura, será feita a distribuição de panfletos e abordagem à população em praças, terminais rodoviários e demais pontos de grande circulação

    Últimas