Novo filme de Bárbara Paz é selecionado para mostra do Festival de Veneza

26/jul 09:18
Por Redação / Estadão

O 78º Festival de Veneza, que acontece entre os dias 1º e 11 de setembro, anunciou nesta segunda-feira (26), seu júri oficial, que será presidido pelo sul-coreano Bong Joon Ho, diretor de Parasita. Foram divulgados também os participantes da mostra Orizzonti para curtas metragens, na qual figura o filme Ato, de Bárbara Paz.

A atriz e cineasta, que conquistou o Leão de Melhor Documentário na edição de 2019, com Babenco – Alguém Tem Que Ouvir o Coração e Dizer: Parou, participa agora com um trabalho estrelado por Alessandra Maestrini e Eduardo Moreira. Eles vivem o casal Ava e Dante: enquanto ele se encontra em um processo de travessia, ela é uma profissional do afeto. “Em um mundo onde a solidão foi a maior protagonista, com palcos vazios e o medo constante da morte, o afeto é o Ato, a fuga, o desejo fundamental da sobrevivência”, comenta Bárbara, em comunicado divulgado por sua assessoria.

Entre os filmes que vão disputar o principal prêmio, o Leão de Ouro, estão Spencer, do chileno Pablo Larrain, sobre a Lady Di, Sundown, do mexicano Michel Franco, La Caja, do venezuelano Lorenzo Vigas, Competência Oficial, dos argentinos Gastón Duprat e Mariano Cohn, La Gran Belleza, do italiano Paolo Sorrentino, The Card Counter, do americano Paul Schrader, e The Lost Daughter, da também americana Maggie Gyllenhaal.

O festival será aberto com o novo longa do espanhol Pedro Almodóvar, Madres Paralelas. O júri da competição oficial é completado pelo diretor italiano Savério Costanzo, a atriz belgo-francesa Virginie Efira, as também atrizes Cynthia Erivo (Grã-Bretanha) e Sarah Gadon (Canadá), o cineasta romeno Alexander Nanau e a chinesa Chloé Zhao, diretora do premiado Nomadland.

Últimas