Notícias do Corpo: Treino intervalado todos os protocolos são bons

  • Continua após o anúncio
  • Continua após o anúncio
  • 06/fev 08:00
    Por Professor Luiz Carlos Moraes

    Em linhas gerais a maioria dos corredores entende que o principal objetivo do treinamento intervalado é o aumento do VO2 Máximo. Por conta disso, sabe-se que durante os populares “tiros” é preciso manter uma velocidade acima do “pace” médio de suas corridas entre 3 a 5 km. Em teoria os estudiosos em Fisiologia citam manter uma velocidade próxima de 95 a 98% do VO2 Máximo.

    Correr mais forte do que isso Daniels (2013) sugere que não acrescenta nada além de ser extremamente desgastante tanto ao físico como o emocional. Eu diria que é correr risco de lesão sem necessidade. O treino intervalado, assim como todos os outros, deve em primeiro lugar proporcionar prazer. Sendo assim, existem “N” protocolos de intervalados, mas em linhas gerais se resumem em tiros longos, curtos ou mistos, como já mencionei em artigos anteriores.

    Os longos, pela lógica, temos que usar uma velocidade um pouco menor, mas que durem mais de 2 minutos porque no primeiro minuto o corpo vai conseguir remover o lactato só entrando em anaerobiose no segundo minuto. Os tiros também seriam em número menor de tal forma que o treino dure em torno de 20 minutos contando com os intervalos de recuperação não muito longos, em torno de 1 minuto.

    Nos tiros curtos a velocidade é maior, são mais tiros, e as recuperações menores como por exemplo 30″ x 30″ ou 20″ x 40″ Tabata (1996). A duração do treino ideal também dura em torno dos 20 minutos. É importante ressaltar que, seja lá a velocidade escolhida, no momento em que não se consiga mais sustentá-la é melhor abortar o treino e completar com trote leve.

    Não é raro vermos nas redes sociais “supostos” entendidos defendendo esse ou aquele “tipo” de intervalado. Todos os protocolos são bons desde que seja adequado ao perfil do corredor e atinja o objetivo de aumentar o VO2 máximo. Por consequência aumenta-se a capacidade de sustentar maiores velocidades por mais tempo. Simples assim. Os mais variados tipos de Intervalados e/ou fartleck são os treinos preferidos dos quenianos.

    Literatura Sugerida: 1) DANIELS, Jack – Fórmula de Corrida de Daniels. – 2ª Edição – Porto Alegre: Armed, 2013. 2) Tabata I, Nishimura K, Kouzaki M, et al. Effects of moderate-intensity endurance and high-intensity intermittent training on anaerobic capacity and V̇O2max. Med Sci Sports Exerc 1996; 28: 1327–30

    Últimas