No Palmeiras, Scarpa fala em ‘manter o foco e não se acomodar’ antes do Mundial

  • 27/jan 00:37
    Por Ricardo Magatti / Estadão

    O Palmeiras já fez dois jogos pelo Campeonato Paulista. Derrotou o Novorizontino no domingo e a Ponte Preta nesta quarta. Mas é inevitável que o torneio estadual fique em segundo plano diante da proximidade do Mundial de Clubes, a ser realizado em Abu Dabi. E o plano de utilizar o Paulistão para dar ritmo aos atletas antes de embarcar no dia 2 de fevereiro para os Emirados Árabes Unidos tem sido bem-sucedido com os triunfos e as boas atuações nesse início de temporada.

    “Tenho achado importante já começar jogando para pegar ritmo para o Mundial. A gente sabe que vai ser difícil o torneio em Abu Dabi, mas é um sonho nosso”, disse Gustavo Scarpa. O meia participou de dois dos três gols na vitória sobre a Ponte Preta no Allianz Parque e foi eleito o melhor da partida.

    Scarpa reforçou que é importante, nesse momento, “manter o foco e não se acomodar”. “Os jogos nesse início de campeonato são difíceis, mas importante para pegarmos confiança para o Mundial”, ressaltou o jogador, utilizado por Abel como um ala pela esquerda no esquema tático em que o uruguaio Piquerez vira zagueiro. “A gente entendeu o que o Abel quer da gente nesse esquema”, comentou.

    Scarpa ainda chegou a balançar as redes nesta quarta, mas o seu gol foi anulado, embora o meia estivesse em posição legal. Ocorre que o VAR não estava operando naquele momento e o lance não pôde ser revisado. Ele disse ter conversado com o árbitro Raphael Clauss sobre a jogada.

    “Eu até conversei com o Claus, que é um árbitro com quem tenho liberdade. Disse que o gol tinha que ser validado, mas está tranquilo, é um excelente árbitro. Fico feliz pela vitória e pelo reconhecimento pela boa partida”.

    Líder do Grupo C do Paulistão com seis pontos, o Palmeiras tem mais dois compromissos pelo Paulistão antes do Mundial, torneio que se tornou obsessão. Encara o São Bernardo no sábado, às 16h, fora de casa, e na terça, dia 1º, às 19h, duela com o Água Santa em casa. No dia seguinte embarca para Abu Dabi, onde espera findar o gracejo dos rivais de que nunca foi campeão mundial.

    Últimas