Mustrangi no páreo: mas se ganhar pode não levar

  • 31/07/2020 00:01

    No páreo

    Paulo Mustrangi obteve da 12ª Câmara Cível do Rio liminar que lhe garante o direito de concorrer à Prefeitura.  A liminar foi concedida pelo desembargador Werson Rêgo. Porém, o Ministério Público do Estado do Rio pode ainda recorrer.  Outro senão é que Mustrangi fica liberado para concorrer, mas sendo eleito e depois a ação rescisória sendo julgada contra ele, pode perder o mandato.

    Contratação

    Na ação por improbidade administrativa Mustrangi foi condenado pelo Tribunal de Justiça, em decisão mantida pelo Tribunal Superior de Justiça. A ação foi ingressada pelo Ministério Público por conta da contratação, sem licitação, da empresa LNH Serviços e Comércio, por R$ 4,9 milhões em 15 de fevereiro de 2011, por seis meses. E meses depois, em  17 de novembro, seu contrato ainda foi prorrogado. Tudo de forma emergencial e tendo com base a calamidade pública, decorrente das chuvas daquele ano, em janeiro. Só que a Justiça entendeu que a chuva foi isolada, no Vale do Cuiabá e não na cidade toda para qual o serviço foi contratado. 

    Prepara que vai esquentar!

    Este ano ainda está fraco, mas os Partisans ainda têm a mais absoluta certeza que ainda vai ficar mais quente.  Na última eleição Bernardo e Bomtempo se revezaram na delegacia acusando um a outro de irregularidades, teve o falso sequestro do Caxuxa, briga de cabo eleitoral, acusação de miliciano…  Calma que vai melhorar, gente!

    Fogo no parquinho 1

    Partisans pensaram que a pancadaria na Câmara tinha acabado, mas que nada! Teve ainda o rescaldo com Márcio Arruda. Na semana passada, Dudu esculachou geral dizendo que todos eram investigados por rachadinha e outras irregularidades, que eram hipócritas e coisa e tal.  Antônio Britto e Gilda, como todo mundo sabe, brigaram com Dudu.

    Fogo no parquinho 2

    “Nunca matei ninguém, não roubo, não participo de licitação fraudulenta, não sou pedófilo, nunca dei carona pra funcionária e levei pro motel sem consentimento dela, não tenho boca de fumo, não legislo em causa própria, não ofereço cocaína e maconha pra votar em mim, não exploro maquininha de jogo e nem pago ninguém pra votar em mim”. E essa foi a fala de Márcio Arruda.

    Fogo no parquinho 3

    E ainda tascou mais: “nunca fui pra restaurante na Baixada e fiz xixi no salão. Não fui eu que mandei o professor Paulo Machado embora porque não queria dividir o dinheiro do salário”. Depois, Arruda e Dudu continuaram a discussão. E descambou pra filho fora do casamento, queda por entregador de pizza… Gente foi um quebra pau generalizado. E se tivesse mais tempo o embate continuava. O presidente Hingo Hammes teve que colocar ordem na casa.

    Pode piorar

     

    Longe de os Partisans se meterem na vida dos vereadores, mesmo porque a gente adora ver o circo pegar fogo, mas eles não vão chegar a lugar nenhum com essa brigalhada toda.  A Câmara atual é avaliada por muita gente como a pior legislatura de todos os tempos. Só houve paz em 2017, no primeiro ano. Depois, só prisão, escândalo e vereador afastado… Partir pra briga só vai piorar.

     

    A vereador Gilda Beatriz fala, mas fala muito.  Depois de uma vistoria no Alcides Carneiro, o vereador Leandro Azevedo deixou o hospital até de perna torta de tanta falação. Tava até abatido também.

    Cheirinho

    Quem bom que São Pedro mandou uma chuva. Acabou com os incêndios florestais e também o mau cheiro dos rios. Porque com a estiagem tinha locais da cidade difícil de atuar.  Mas, ali perto do Palácio de Cristal, tá uma sujeira imensa. Tem uma ilha de areia no meio rio e já nasceram até umas plantas ali.

    Mais fogo

    Mas o incendiário da Rebio Araras – aquela inteligência aguçada que tentou dar o golpe do seguro, queimou 700 hectares de mata e divulgou Petrópolis para o Brasil no Jornal Nacional – é cabo eleitoral de vereador?

    Festival

    Para quem quer agitar um pouquinho o isolamento social, aí vai uma dica de programação: a edição online dos festivais de inverno de Petrópolis e Nova Friburgo terá 11 horas diárias de programação e mais de oitenta atrações diferentes. O festival produzido pela Dell’arte acontece entre os dias 5 e 9 de agosto com uma programação que começa às 10h e termina às 23h todos os dias. O evento pode ser acompanhado pelo site em dellarte.com.br/festival.

    Só olhando

    A prefeitura se pronunciou sobre a rede Assaí que instala unidade em Petrópolis e abriu 249 vagas. O prefeito Bernardo Rossi e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Soares, classificaram como “uma boa notícia” e agradeceram a escolha da cidade.  Ou seja, a prefeitura não ajudou em nada a trazer a unidade para o Roseiral.

    Petrópolis sendo Petrópolis em foto de Amaury Jaime de Lima.


    Últimas