Museu Casa do Colono é um dos 10 selecionados para programa de formação profissional

09/jun 10:22
Por Redação/Tribuna de Petrópolis

O Museu Casa do Colono foi um dos 10 selecionados pelo edital HUB+: Educação, Preservação e Acessibilidade em Museus para formação em preservação, pesquisa, dinamização e ampliação do acesso, oferecido pelo Oi Futuro em conjunto com a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro (SECEC/RJ) e a Coeficiente Artístico. O Museu Casa do Colono é o único indicado da Região Serrana.

A partir do patrimônio, memória e da diversidade cultural das instituições selecionadas, o projeto vai identificar as necessidades de cada uma e, de forma colaborativa e integrada, criar uma rede de museus com foco em educação, preservação de acervos e acessibilidades para ampliação e democratização do acesso, novos formatos de conexão com o público, além de promover o diálogo entre os museus participantes e viabilizar parcerias entre instituições culturais de diferentes municípios do Estado.

Segundo a museóloga Lucienne Figueiredo, Superintendente de Museus da SECEC/ RJ e Coordenadora do Sistema Estadual de Museus do Rio de Janeiro, o projeto HUB+ foi aprovado pela Lei de ICMS de incentivo à cultura e teve um grande alcance entre os 92 municípios do Estado, totalizando 63 inscrições. “Isso é uma demonstração do interesse, comprometimento, força e esperança dos profissionais dos museus frente às muitas dificuldades”, disse ela.
“Fico muito feliz pela classificação do Museu Casa do Colono. É um museu que vem se requalificando, vem se recolocando na atualidade, no seu compromisso social no território que atua. Acredito que o edital terá muitas ações para potencializar a articulação entre os museus através de redes de parcerias”, completou Lucienne.

O Museu Casa do Colono fica na Rua Cristóvão Colombo, número 1.034, na Castelânea. Foi construído pelo foreiro de origem germânica e ex-militar do Exército Imperial Brasileiro, Johan Gottlieb Kaiser, em 1847. Possui as características de habitação da antiga Simern (cidade da Alemanha que inspirou a denominação do bairro Siméria, em Petrópolis) e de aldeias às margens do Rio Mosel, na Alemanha.

Casa com paredes de pau-a-pique e teto de zinco retrata o modo simples de vida dos primeiros colonos. O acervo possui utensílios de uso doméstico e ferramentas de trabalho, fotografias, quadros e objetos de uso pessoal. O atrativo fica aberto de terça a domingo, das 8h30 às 14h (horário reduzido em função da pandemia). O telefone de contato é o (24) 2247-3715 e o e-mail: casadocolonomuseu@gmail.com, com entrada franca.

Últimas