Muitas atrações para as crianças, música e diversão nesta sexta-feira, no Festival de Inverno Dell’Arte

16/set 20:03
Por Redação / Tribuna de Petrópolis

Um programa que vai agradar em cheio a garotada são as oficinas “Como Ser um Ator Mirim?” e “Acessórios indígenas”, nesta sexta-feira, a partir das 10h no canal do YouTube do 20º. Festival de Inverno de Petrópolis, promovido pelo Instituto Dellarte. A programação online continua a partir das 19h30m com os músicos Marina Íris e Julia Vargas. Essas apresentações serão precedidas por uma entrevista com os músicos a cargo do jornalista Rodrigo Alzuguir, com curadoria de Pedro Miranda.

A partir das 18h30m tem início a programação com presença do público: o Salão Nobre da UCP será palco do show de três artistas locais: Duo Tocata, Rodrigo DÁvila Trio e Felipe Depoli Trio. E, às 20h, a Capela da UCP receberáo Quarteto Suassuna.

Todos os eventos são gratuitos e precedidos de comentários, visando o melhor aproveitamento dos espetáculos. Para a Campanha da Solidariedade, que este ano tem como madrinha a comunicadora Rosemarie Borde, pede-se ao público a doação de alimento não perecível.

“Ser madrinha do Festival de Inverno de Petrópolis é acima de tudo desafiante em tempos de pandemia. Agradeço de coração à D. Myrian Dauelsberg e à Dellarte pelo convite. Poder participar de um evento como esse, podendo colorir com arte, cultura e solidariedade à vida das pessoas, é uma honra e uma felicidade sem medida. Que sejam dias de muita beleza e enriquecimento para todos nós” relata a prestigiada madrinha Rosemaria Borde.

10h – Oficina Como Ser Um Ator Mirim? – YouTube: dellarte.com.br/festival – online

Foi mordido pelo bichinho de representar? Mesmo sendo criança, é possível fazer uma carreira de ator ou atriz. Na oficina pratica serão propostas atividades que vão dar suporte ao menor a desenvolver habilidades para o palco. Duração: 40minutos. Oficineiro: Fábio Branco 

10h – Oficina de Acessórios Indígenas – YouTube: dellarte.com.br/festival – online

A oficina tem o intuito de valorizar os povos indígenas e ensinar como produzir acessórios que podem ser utilizados no dia a dia de crianças e adultos, tais como brincos, pulseiras, colares, como eles são produzidos nas aldeias e as adaptações para a fabricação em casa. Duração: 40 minutos. Oficineira: Priscila Castro 

19h30m – Marina Íris – YouTube: dellarte.com.br/festival – online

Marina Iris é uma potência. Com voz marcante e interpretação criteriosa, canta as esquinas, os amores e lutas atuais. Para ela, além de gênero musical, o samba é também um modo de vida. Aos 37 anos, está em seu terceiro disco solo, e prestes a lançar seu quarto trabalho, o EP Virada, com as participações de Péricles, Diogo Nogueira, Lenine, Moacyr Luz, entre outros. Estreou no Teatro Rival BR em junho de 2018, com lotação esgotada. Na turnê Rueira pelo mundo, Marina levou o trabalho a diversos países da Europa. 

19h30m – Julia Vargas – YouTube: dellarte.com.br/festival – online

Cantora e percussionista, Júlia já é considerada uma das grandes cantoras do país chamando a atenção de nomes como Milton Nascimento, com quem fez turnê e abriu shows, Zélia Duncan, que a convidou para cantar no lançamento de seu disco Tudo é um, Geraldo Azevedo, Ivan Lins, de quem ganhou uma música inédita gravada em seu primeiro disco, Alceu Valença que a convidou para abrir alguns de seus shows e Ney Matogrosso e Pedro Luís, que gravaram em seu disco Pop Banana. Em 2015 participou do tributo a Cássia Eller no Rock in Rio e chamou a atenção pela parceria com o filho da cantora, Chico Chico, cantor e compositor carioca com quem fez diversos shows. Da parceria nasceu o selo Porangareté. Agora surge Água,o mais novo disco de Júlia.

PROGRAMA

Júlia Vargas – voz

Roberto Kaufmann – teclado

1. Tu – Júlia Vargas e André Vargas

2. De Riso e Rosa – Claos Mózi

3. Pratos limpos – André Vargas e Caio Vargas

4. Pop Banana – Claos Mózi

5. Pedra dura – Ivo Vargas e André Vargas

6. Pulmão – Carlos Posada

7. Me Olha – Júlia Vargas e Nicolás de Francesco

8. Sinceramente – Khrystal e Moyseis Marques

9. Amora – Júlia Vargas e Gui Fleming

10. A vida não é sopa – Marcos Mesmo

18h30m – Duo Tocata – SALÃO NOBRE UCP – COM PRESENÇA DO PÚBLICO

O show traz um repertório rico e repleto de composições que marcaram época em nosso cancioneiro. De Jacob do Bandolim a Gilberto Gil, o Duo Tocata Brasileira explora esse universo e traz ao público um espetáculo singular, mostrando de forma instrumental toda a beleza e pluralidade da nossa música popular. Músico profissional há mais de 20 anos, João Fernando é integrante fundador do Casuarina, grupo de samba carioca. Na estrada desde 2001, o grupo já lançou nove CD e dois DVD. Além do Casuarina, João Pedro dedica grande parte da sua carreira ao magistério musical, lecionando para jovens e adolescentes das escolas públicas de Petrópolis. Estudioso, o músico já participou de encontros e shows com grandes violonistas como Marcello Gonçalves, Marcel Powell e Paulão 7 cordas.

19h40m – Rodrigo D’Avila Trio – SALÃO NOBRE UCP – COM PRESENÇA DO PÚBLICO

20h50m – Felipe Depoli Trio – SALÃO NOBRE UCP – COM PRESENÇA DO PÚBLICO

20h – Quarteto Suassuna – CAPELA UCP – COM PRESENÇA DO PÚBLICO

Formado em 2019, o conjunto nasceu da reunião de quatro instrumentistas residentes na cidade do Rio de Janeiro e atuantes no meio musical carioca: Andréia Carizzi e Luiz Felipe Ferreira (violinos), Samuel Passos (viola) e Glenda Carvalho (violoncelo). Eles se inspiraram na sensibilidade e grande dedicação do renomado escritor Ariano Suassuna à arte e à cultura brasileiras, prestando-lhe esta homenagem. Carizzi é membro efetivo e spalla da Orquestra Sinfônica da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ e conquistou, entre outros prêmios, o 2º lugar no Concurso Nacional de Cordas Paulo Bosilio; Luiz Felipe é pós-graduado em música de câmara pelo Conservatório Brasileiro de Música e participou de vários festivais no país e no exterior; Samuel é, desde 2011, integrante da Orquestra Sinfônica Brasileira – OSB; Glenda é pós-graduada em música de câmara pelo Conservatório Brasileiro de Música e violoncelista do Trio Porã e do Quarteto de Universidade Federal Fluminense. Sua estreia com o Quarteto se deu no Arianna Chamber Music Festival, em Saint Louis, Missouri, EUA, como representantes brasileiros da música de câmara para quarteto de cordas. Atuaram como solistas na Série Brasilianas 2019em comemoração aos 74 anos da Academia Brasileira de Música, na Sala Cecília Meireles, à frente da Orquestra Sinfônica da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Apresentaram-se no Festival de Música de Santa Catarina – FEMUSC 2020, sob a orientação do Arianna String Quartet, sendo convidados para a primeira edição do Festival de Música de Gramado e para apresentações no Canadá. 

PROGRAMA

Ludwig van Beethoven

Quarteto para cordas Nº 10 em Mi bemol maior, Op. 74, “Harpa”

Radamés Gnattali

Quarteto No 3

FESTIVAL DE INVERNO

Petrópolis – edição 2021 – online e presencial

De 14 a 19 de setembro

Programação sujeita a alterações

dellarte.com.br/festival – online

UCP – Universidade Católica de Petrópolis – presencial

Rua Benjamin Constant, 213 – Centro – Petrópolis

Telefone: 24 – 2244 4044

Salão Nobre – capacidade de 80 pessoas

Capela – capacidade 60 pessoas

Entrada gratuita, por ordem de chegada, sujeita à lotação.

Pede-se a doação de 1 kg de alimento não perecível para a Campanha da Solidariedade, a ser entregue no local do evento.

Últimas