MPF pede à Justiça que Caixa pague R$ 5 bi para cobrir rombos da Funcef

  • Continua após o anúncio
  • Continua após o anúncio
  • 22/jun 15:37
    Por Antonio Temóteo / Estadão

    O Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça, por meio de uma ação civil pública de tutela antecipada, que a Caixa pague R$ 5 bilhões à Funcef (Fundação dos Economiários Federais) para cobrir prejuízos gerados após direcionamento de diretorias do banco público.

    Segundo o MPF, os recursos devem ser usados para abater as contribuições extraordinárias que vêm sendo cobradas pelo fundo de pensão dos participantes.

    O pedido dos procuradores, que faz parte dos desdobramentos da Operação Greenfield, considera que os valores requeridos são ligados a crimes já denunciados na esfera penal, mas que ainda não tiveram as perdas reparadas.

    O MPF argumenta na ação que a Caixa, entre 2008 e 2016, era um banco politizado e indicava diretores para a Funcef que também atendiam interesses políticos naquele tempo.

    “O resultado é o grave problema econômico-financeiro do fundo suportado pelos participantes, em sua maioria, aposentados e beneficiários mais antigos”, afirmaram os procuradores.

    O MPF também pediu o compartilhamento das provas e propõe audiência de conciliação.

    Últimas