Mais de 12 mil pessoas vivem em extrema pobreza em Petrópolis

28/jul 03:37

Para o remediado tá mesmo impossível viver em Petrópolis com gasolina a R$ 7, com o gás de cozinha que já foi para R$ 100 e a carne moída de segunda que agora custa R$ 40. Agora para os muito pobres a situação é bem pior. Em Petrópolis, de acordo com dados do Ministério da Cidadania, até abril deste ano 27.254 estavam inscritas no CadÚnico, cadastro de acesso para os programas sociais do governo como o Bolsa Família.

Quase 3 mil em dois anos

São mais de 2,9 mil famílias que ingressaram no CadÚnico em menos de dois anos, porque em dezembro de 2019 eram 24.329 famílias. E também subiu a quantidade de famílias que vivem com menos de R$ 89 por mês per capita, a chamada extrema pobreza. Há dois anos seriam em torno de 10 mil e hoje são 12.519.

Falta tudo

E a situação está muito braba nas regiões mais carentes da cidade com este custo de vida. Muitas famílias deixaram de cozinhar com gás e improvisaram fogões à lenha, isso quando têm o que cozinhar. Energia elétrica também não existe para essas pessoas.

Hammes e Coruja

E já está praticamente definido quem vai ser o vice do interino Hingo Hammes que concorre a prefeito nas – mais do que prováveis – eleições suplementares: Junior Coruja, vereador que é líder do governo na Câmara. Coruja já tem até uma nova postura, mais pomposa, abrindo as asas, estufando o peito, incorporando o papel de vice.

Mas…

Confirmada a escolha, ela não é unanimidade entre os vereadores – Marcelo Lessa tava de olho na vaga – nem entre os apoiadores de Hingo Hammes.  A equipe esperava um vice de mais, digamos, de peso.  A expectativa de ‘multiplicar’ os votos de Hammes nos distritos com Coruja de vice é bem exagerada também entre os próprios correligionários do prefeito interino.

Armas

Em 10 meses, segundo levantamento da Polícia Militar, o 26º Batalhão de Petrópolis apreendeu 100 armas de fogo.  É muita arma ilegal em circulação em uma cidade como a nossa, não?

Essa galera aí é fundamental para o funcionamento pleno do Hospital SMH – Beneficência Portuguesa de Petrópolis. E para que todos saibam disso, o hospital criou a Semana da Higienização e da Lavanderia que começou na segunda. Os homenageados recebem mimos e um muito obrigado que se estende a todos aqueles que atuam em unidades de saúde, na linha de frente.

Inclusão

Estagiários do curso de graduação de Licenciatura em Pedagogia – com linguagem de sinais como segunda língua – do Instituto Nacional de Educação de Surdos poderão se preparar para a profissão nas escolas públicas de Petrópolis. A prefeitura fechou convênio com o instituto e a inclusão na cidade para este público é bem séria, com instrutores e intérpretes. A rede pública hoje tem 40 alunos surdos.

Contagem         

Petrópolis está há 208 dias sem prefeito eleito pelo povo.

Incentivo ao esporte

Ainda tem pouca adesão o edital para a concessão de incentivos fiscais para quem ajudar a fomentar o esporte no município. Por isso, a prefeitura prorrogou até o dia 30 de setembro o prazo de inscrição. As adesões são feitas pelo site da prefeitura.

Agora, vai!

A prefeitura declarou de utilidade pública para fins de desapropriação um terreno ali perto da entrada do Carangola. O objetivo é usar a área para uma rotatória. Mas, sejamos justos: foi anunciada na gestão passada e ainda seria custeada pela iniciativa privada. Porém, que não fique triste o grupo HH: não é feio dar continuidade aos projetos, não. Muito pelo contrário. O que falta para Petrópolis é acabar o que é iniciado.

Essa é uma das fotos de Bruno Soares que concorre no festival de fotografia Brasília Photo Show.  O clique, aqui da cidade, foi batizado de ‘Cores Perfeitas’ e concorre na categoria Landscape/Adventure. Para votar é só clicar no link e curtir a imagem.

Sem luz

A Secretaria de Segurança e Serviços Públicos cancelou de vez a licitação – iniciada em agosto de 2020 – para a iluminação do terminal Centro avaliada em R$ 400 mil. Por uma questão técnica do edital: o Conselho Regional dos Técnicos Industriais pediu a impugnação do certame por ele não ter possibilitado a participação destes profissionais na modalidade eletrotécnica. Porém, levaram um ano para suspender a licitação. E até que se abra e conclua outra…

Doação de tênis

Ainda dá tempo de participar da campanha de doação de tênis organizada pela Liga Petropolitana de Desportos que foi prorrogada até sexta.  A ação está arrecadando calçados e chuteiras para alunos do projeto Transformando Vidas Pelo Esporte. As doações podem ser feitas em cinco pontos de arrecadação: academia Korper, nas unidades do Bingen, Itamarati e Itaipava; na Loja Pró-Imagem, localizada na Galeria Werneck, no Centro e no Centro de Cultura, do Centro da cidade.

Contatos com a coluna: lespartisans@tribunadepetropolis.com.br     

Últimas