‘Leia Mulheres’ celebra o mês da mulher com a presença da autora Eliana Alves Cruz

21/fev 09:54
Por Redação/Tribuna de Petrópolis

Março é um mês especial para o clube de leitura Leia Mulheres. O encontro do grupo, que acontecerá no dia 3 de março, contará com a presença da jornalista e escritora carioca Eliana Alves Cruz para celebrar o Dia Internacional da Mulher. Na ocasião, a autora abordará dois momentos distintos de sua criação literária a partir das obras “Água de Barrela” (2016) – livro do mês – e “O Crime no Cais do Valongo”, já lido pelo clube em outubro de 2020.

Romance de estreia de Eliana, “Água de Barrela” foi vencedor do Prêmio Literário Oliveira Silveira, da Fundação Cultural Palmares. O livro conta a trajetória da própria família da autora, resgatando histórias de diferentes mulheres negras desde o Brasil colônia até o início do século XX, que encontraram na lavagem de roupas para sinhás e patroas o seu modo de sobrevivência.

Já o segundo livro da escritora, “O crime do Cais do Valongo”, é um romance que mistura história e trama policial. A obra se inicia em Moçambique e chega ao Cais do Valongo, no Rio de Janeiro, o maior porto negreiro do início do século XIX. Contada por dois narradores, Muana e Nuno, a história gira em torno da morte do comerciante Bernardo Vianna.

O encontro será realizado a partir das 19h pelo aplicativo Google Meet. A mediação será realizada por Linda Feitoza e Marise Zanelatto. Os interessados em participar devem solicitar o link do evento por meio das redes sociais – Leia Mulheres Petrópolis no Instagram e grupo Leia Mulheres Petrópolis-RJ no Facebook.

Saiba mais sobre o Leia Mulheres

Toda primeira quarta-feira do mês, o projeto Leia Mulheres debate e divulga um livro escrito por uma mulher. O clube de leitura nasceu quando Juliana Gomes, Juliana Leuenroth e Michelle Henriques resolveram colocar em prática o projeto da escritora britânica Joanna Walsh, que propôs o #readwomen2014 (#leiamulheres2014), com o objetivo de dar mais visibilidade aos livros de autoria feminina, que ainda enfrentam mais barreiras no mercado editorial. Em 2015, nasceu o projeto no Brasil a partir de clubes de leitura que focam em obras escritas por mulheres, de clássicas a contemporâneas.

O Cefet/RJ campus Petrópolis é parceiro do Coletivo Leia Mulheres por meio de sua Biblioteca e do Núcleo de Estudos em Educação e Linguagem (NELINE) e a partir do projeto de extensão “Leia Mulheres: mediação de leitura”.

OBS.: A presença nos encontros não está condicionada à leitura do livro, uma vez que o projeto busca também a divulgação da obra, o estímulo à troca de ideias e o encontro entre pessoas com interesses comuns.

Últimas