Leclerc abandona corrida, Verstappen lidera e Red Bull faz dobradinha na Espanha

  • 22/maio 12:03
    Por Estadão

    A temporada da Fórmula 1 tem um novo líder. O atual campeão Max Verstappen aproveitou a falha na Ferrari de Charles Leclerc para vencer o GP da Espanha, em Barcelona, com tranquilidade. A Red Bull ainda conseguiu confirmar a dobradinha com Sergio Perez na segunda posição. Sob forte calor na Catalunha, a Mercedes buscou ótimas colocações na etapa com George Russell, em terceiro, e Lewis Hamilton, em quinto. Carlos Sainz ganhou a quarta posição nos momentos finais.

    Vencedor da terceira prova consecutiva e a quarta de seis na temporada, Verstappen chega a 110 pontos e assume a liderança do campeonato. Com os mesmos 104 pontos, Leclerc segue em segundo após precisar abandonar a prova. O monegasco vinha liderando com tranquilidade até seu carro perder potência. Perez, que ainda fez a volta mais rápida do dia, fica na terceira colocação, com 85 pontos. Russell chega a 74 pontos, na quarta posição.

    A briga pelo pódio ficou entre os pilotos da Red Bull e Russell, da Mercedes. Após perder o controle do carro, Verstappen tentou retomar a segunda posição de Russell, que se protegeu com maestria. O topo foi assumido por Perez tempos depois e o mexicano cedeu a primeira colocação para o companheiro holandês vencer na Catalunha.

    “Perdi potência, não sei muito mais que isso. Às vezes acontece de ter problemas, é uma pena, mas a vida é assim. Vamos analisar, entender e consertar. A equipe fez um grande trabalho, estávamos liderando com tranquilidade até então”, explicou Leclerc, que pela primeira vez na temporada não completou a corrida.

    Seis vezes vitorioso em Barcelona, Lewis Hamilton foi para o box após batida com Kevin Magnussen no começo da corrida e até considerou abrir mão da disputa, mas o heptacampeão persistiu e terminou a prova na quinta posição.

    A dupla da Alpine formada por Esteban Ocon (12º no grid) e Fernando Alonso (último a largar) conseguiu se recuperar muito bem na prova e foram destaque. Ambos os pilotos fecharam a corrida no top 10, um desempenho impressionante principalmente para Alonso.

    A CORRIDA

    17º colocado no grid, Fernando Alonso decidiu trocar o motor do carro da Alpine e largou em último por ter estourado a alocação permitida no ano. Correndo em casa, esta foi a terceira vez que o piloto espanhol fez alterações no motor em seis corridas. Após bom início de prova, Alonso ganhou posições logo no início da corrida. Uma bela ultrapassagem de Alonso sobre Sebastian Vettel levantou a torcida espanhola e deixou o piloto na 13ª posição.

    Na largada, Hamilton tentou invadir e tomar posições, mas teve seu pneu tocado por Kevin Magnussen e precisou ir para os boxes, após bandeira amarela. O dinamarquês também deixou a pista. Leclerc largou bem e conseguiu se manter na liderança, impedindo as investidas de Verstappen. Mick Schumacher brilhou na largada e ganhou quatro posições, mas não conseguiu se manter.

    Sainz se embolou com Perez e o jovem Russell aproveitou a situação para entrar no top 3 no início da corrida. Sainz girou sozinho e deixou a pista na sétima volta, caindo para a 11ª posição. Pouco tempo depois, Verstappen foi mais um a perder controle da traseira e escapar na mesma curva de Sainz, caindo de segundo para quarto.Tentando ultrapassar Russell, Verstappen balançou e quase saiu novamente da pista. O holandês ficou bravo com a equipe pelo desempenho do carro.

    Na volta 24, o piloto da Red Bull foi muito ofensivo para a ultrapassagem, mas o inglês Russell se manteve em segundo com uma incrível manobra. Na 27ª volta, Charles Leclerc teve um inesperado problema na potência da Ferrari e precisou ir para o box. Também com motor da Ferrari, Zhou Guanyu (Alfa Romeo) também abandonou a corrida.

    Perez fez o que seu companheiro de equipe não estava conseguindo fazer: ultrapassar Russell por fora e assumir a liderança. Com o decorrer da prova, Perez cedeu a liderança a Verstappen, que não teve problemas para confirmar a vitória. Nos momentos finais, após trocar os pneus e perder posições, Russell ultrapassou Bottas e voltou ao top 3.

    As últimas voltas tiveram Hamilton ganhando boas posições e se aproximando ainda mais do topo. O britânico conseguiu ultrapassar Bottas e Sainz em pouco tempo e ganhou a quarta colocação. O espanhol, no entanto, acelerou e recuperou a quarta posição na penúltima volta. Hamilton ainda teve um vazamento de água no carro e precisou “tirar o pé” no fim da corrida.

    Confira o resultado do GP da Espanha:

    1º – Max Verstappen (HOL/Red Bull) – 1h37min20s475

    2º- Sergio Perez (MEX/Red Bull) – a 13s072

    3º – George Russell (ING/Mercedes) – a 32s927

    4º – Carlos Sainz (ESP/Ferrari) – a 45s208

    5º – Lewis Hamilton (ING/Mercedes) – a 54s534

    6º – Valtteri Bottas (FIN/Alfa Romeo) – a59s976

    7º – Esteban Ocon (FRA/Alpine) – a 1min15s397

    8º – Lando Norris (CAN/McLaren) – a 1min23s235

    9º – Fernando Alonso (ESP/Alpine) – 1 volta

    10º – Yuki Tsunoda (JAP/AlphaTauri) – 1 volta

    11º – Sebastian Vettel (ALE/Aston Martin) – 1 volta

    12º – Daniel Ricciardo (AUS/McLaren) – 1 volta

    13º – Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri) – 1 volta

    14º – Mick Schumacher (ALE/Haas) – 1 volta

    15º – Lance Stroll (CAN/Aston Martin) – 1 volta

    16º – Nicholas Latifi (CAN/Williams) – 2 voltas

    17º – Kevin Magnussen (DIN/Haas) – 2 voltas

    18º – Alexander Albon (TAI/Williams) – 2 voltas

    Não completaram a etapa: Charles Leclerc (MON/Ferrari) e Zhou Guanyu (CHI/Alfa Romeo).

    Últimas