Jogos de volta no Brasil? Deputados debatem marco regulatório

15/set 02:47

A Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados realiza audiência pública hoje para debater a proposta de marco regulatório dos jogos no Brasil. O texto foi aprovado em comissão especial da Câmara em 2016 e, desde então, aguarda votação no plenário. O debate foi sugerido pelo presidente da Comissão de Turismo, deputado Bacelar (Pode-BA). Ele afirma que a aprovação da proposta poderá fomentar o turismo no país, com a geração de 700 mil empregos diretos e indiretos e R$ 20 bilhões anuais em arrecadação de impostos.

Quitandinha

Maior hotel-cassino da América do Sul na década de 40, o Quitandinha, hoje funcionando como conjunto residencial e também espaço turístico aberto à visitação e sediando atrações culturais, sempre volta ao cenário de discussão quando se reacende a possibilidade de volta do jogo no país pelo papel que teve na época em que era permitido.

Oooooopps!

Achamos que havia redução de unidades que obtiveram o selo Escola Segura, afinal 75 reabriram na segunda, 40% da rede. Mas a prefeitura nos corrigiu: são 175 escolas – dados atualizados ontem – com o selo Escola Segura.  Então, faltam apenas 11 escolas a terem o selo que garante segurança sanitária para alunos, professores e funcionários. Iniciaram segunda as aulas presenciais, em sistema híbrido, 75 escolas e as 111 que ainda estão fechadas retornam em sistema de escalonamento nos dias 24 de setembro, 04 de outubro e 11 de outubro, chegando a 100% da rede.

Jorge Lisboa, caminhoneiro, reside no Carangola. E plantou flores ao lado da lixeira no Vicenzo Rivetti. Fez tipo um canteiro para melhorar o local. Passados alguns dias, vazaram mais lixo ali e ainda roubaram as plantas.

Sem explicação

Sobre a lotação nos bancos, filas imensas nas portas e clientes passando horas para serem atendidos, cabe a pergunta: se tudo já voltou ao normal porque os bancos ainda trabalham com horário reduzido até às 14h?

Cabeças rolando

Atenção pessoal da Vigilância Sanitária: vereadores Mauro Peralta e Domingos Protetor querem a ‘oxigenação’ do setor. “Precisa trocar as pessoas porque tem gente lá há muito tempo, inclusive a chefe nem veterinária é”, diz Peralta.  

Nasce uma criança, planta uma árvore

A Câmara de Vereadores aprovou ontem projeto de lei do vereador Marcelo Lessa que propõe que a prefeitura plante uma árvore para cada criança nascida em Petrópolis.

É dose!

Vai ser votado no Congresso em regime de urgência emenda à Medida Provisória do deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) permitindo a instalação de bombas de autosserviço nos postos de abastecimento de combustíveis. A medida levará à demissão meio milhão de frentistas em todo o país, segundo sindicatos que representam a categoria. Segundo o deputado, os salários dos frentistas pesam no preço do combustível. Sobre 44% do preço da gasolina ser revertido em impostos ao governo ele não falou nada, não.

Contagem         

Petrópolis está há 256 dias sem prefeito eleito pelo povo.

Camelôs

Representantes da secretaria de Segurança, Ordem e Serviços Públicos disseram aos vereadores, em uma audiência pública sobre ordem urbana, que também notaram o crescente número de ambulantes irregulares vendendo produtos frutos de roubo e furto. E não apenas de ambulantes de fora da cidade, mas os daqui que estariam sendo cooptados pelos forasteiros. Infelizmente, não apresentaram dados que mostrem quais as ações estão realizando, segundo eles, com resultados.

Ameaças

Falando em camelôs e a fiscalização sobre os que vendem produtos piratas e ilegais, estes de fora da cidade e irregulares, os próprios comerciantes na audiência pública se manifestaram apontando que os ambulantes cadastrados aqui da cidade estão sendo ameaçados pelos que vêm de fora.

Roubo

O vereador Octávio Sampaio disse o seguinte ao abordar essa situação sobre o comércio ambulante e a invasão de camelôs irregulares na cidade: “há de se fazer uma equiparação. Tem muita loja em Petrópolis que vende mercadoria falsa ou roubada. E tanto faz se está na loja ou no camelô”. Acho que vai criar polêmica com os lojistas…

A antiga fábrica São Pedro de Alcântara, um dos símbolos do período industrial da cidade clicada por José Renato Lisboa Cordeiro.

Contatos com a coluna: lespartisans@tribunadepetropolis.com.br

Últimas