Investigação sobre Flávio Bolsonaro faz partisans lembrar história petropolitana

  • 21/12/2019 08:00

    Preocupação 1

    As investigações sobre extorsão de parte dos salários de servidores, de que é acusado o senador Flávio Bolsonaro fazem partisans recordarem de uma antiga história petropolitana. Aqui, nenhum vereador cometia o infamante crime de tomar dinheiro dos servidores. Um grupo deles aprendeu o golpe em uma das viagens que os vereadores faziam, a título de participar de congressos e cursos – pagas com dinheiro público, evidentemente. Em uma mesa de bar, o vereador de um pequeno município de Minas Gerais ensinou como as “coisas” eram feitas em sua cidade. Lição aprendida, vereadores petropolitanos trouxeram para Petrópolis o malfeito, que virou uma epidemia e resultou em sucessão de escândalos.

    Preocupação 2

    A lembrança trouxe uma preocupação a mais: será que afastamento da função pública e até prisões de vereadores ocorridas nos últimos anos ensinaram alguma coisa diferente aos vereadores, ou ainda há algum que se atreve a roubar dinheiro público, tomando partes dos salários dos funcionários? Essa preocupação tem sentido, se pensarmos que esse tipo de crime era cometido até outro dia por deputados estaduais, que faziam a chamada “rachadinha”, a conclusão inevitável é que ela ainda possa ocorrer na nossa Câmara. 

    Fase em destaque 

    A Faculdade Arthur Sá Earp Neto (Fase), que recebeu nota 4 (em uma escala de 1 a 5) no Índice Geral de Cursos, elaborado pelo Ministério da Educação, passou a integrar o grupo de 10% das melhores faculdades do Brasil. 

    Show

    O grupo Dó Ré Mi faz a última apresentação do ano, na próxima segunda-feira, às 20h, no Palácio de Cristal. O show, que faz parte do Natal Imperial, contará com a presença da cantora italiana Mafalda Minnozzi.

    Cursos de férias

    A UCP abriu inscrições para 15 cursos de férias, em diversas áreas metade deles gratuita. As aulas acontecem em janeiro e fevereiro e as inscrições já devem ser feitas no site ucp.br. São cursos de extensão em Teologia e Humanidades; Ciências Sociais e Aplicadas; Engenharia e Computação; e Ciências da Saúde. Em destaque, entre os cursos gratuitos, está o sobre Fake News e Crise na Democracia; e de Introdução à Homeopatia. 

    Vestibular 

    A FMP/Fase está com inscrições abertas para o Vestibular 2020. As vagas são para os cursos de Administração, Enfermagem, Gestão Pública, Nutrição, Licenciatura em Enfermagem, Odontologia, Gestão de Recursos Humanos, Radiologia e Psicologia. A prova será aplicada no dia 19 de janeiro, às 9h, no campus da instituição. As inscrições e outras informações estão disponíveis em: www.fmpfase.edu.br.

    Geração de empregos

    Valter Zanacoli Júnior e Alessandra Cabral são os novos integrantes do Conselho Municipal de Trabalho, Emprego e Geração de Renda, representando a Firjan. O Sindicato do Comércio indicou Hentor Francisco Carneiro e Alvanei Santos Abi Daoud.

    A repórter Luana Motta foi cobrir o trabalho de reflorestamento da área devastada pelo temporal de 2011, no Vale do Cuiabá, um programa da Secretaria de Meio Ambiente, e acabou atuando como voluntária do Projeto Água e plantou dezenas de árvores. A meta, segundo o secretário Fred Procópio, é plantar 1,6 mil árvores em uma área de 10 mil metros quadrados. Além do Projeto Água, participaram voluntários do Instituto da Criança e da Apae. A Comdep deu apoio.

     

    Natal ecológico

    Idealizado pelo arquiteto Vinicius Nogueira, o projeto ECOrreas será lançado hoje, com a inauguração de um bazar de Natal no Ateliê Integrado, novo espaço localizado na Praça de Corrêas. O evento conta com produtos locais, orientação de educação ambiental com Elizabeth Reizinger, culinária da renomada chef de alimentação viva Tiana Rodrigues, bebidas raras e fermentadas do Condado, caixa de som orgânica do projeto Sunseed, cerâmicas de Adrianah Cerâmica e exposição da artista plástica Fabi Cunha. O bazar acontece no sábado, dia 21 de dezembro, das 10h às 18h, e a proposta é torná-lo parte do calendário da região. Endereço: Rua José Cândido, 60 (próximo à Praça de Corrêas).

    Aluninhos do Centro de Educação Infantil Hermínia Matheus, no São Sebastião, participaram do projeto Eureka – descobrir é bom à beça, se divertiram muito com os trabalhos apresentados e mostraram muito talento na construção de maquetes e realização de experimentos. A diretora Carla Corrêa coordenou o trabalho.

     

    Últimas